• Home
  • Primeiro primata argentino foi libertado

Primeiro primata argentino foi libertado

0 comments

(Foto: GAP Argentina)
(Foto: GAP Argentina)

No dia 14 de abril chegou à cidade de Córdoba, e mais tarde foi transferido para o refúgio do Projeto Carayá na localidade de La Cumbre, o primeiro macaco-prego que a Justiça Argentina concedeu um Recurso de Amparo e sua libertação de uma jaula no Zoológico de Rawson.

O Recurso de Amparo Judicial, que é similar a um Habeas Corpus para humanos, foi impetrado pela organização Dignidade Animal, do ambientalista Alejandro Krebs, e pela Associação Argentina de Advogados Ambientalistas, representada pela Dra. Lujan Perez Torrone.

O destino do macaco Felipe é o primeiro que se tem notícia na história judicial argentina e abre o caminho para que outros recursos similares, e posteriormente Habeas Corpus, sejam concedidos em vários casos que aguardam solução em Tribunais Superiores do país.

Alejandra Juarez, representante do Projeto GAP na Argentina e Diretora do Centro de Resgate de Primatas do Projeto Carayá (bugios), colaborou estreitamente com as organizações mencionadas e a Justiça Argentina para uma libertação rápida de Felipe, que levava mais de 5 anos como prisioneiro num Zoológico.

Fonte: Projeto GAP

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Leva mais tempo para um animal ser libertado do que para ser preso e incrível que precisem de Habeas Corpus como criminosos à mercê de disputa judicial, aguardando solução e necessitando de advogado para representá-los como inocentes diante dos Tribunais. O que é isso, meu Deus?!

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>