• Home
  • Depois da fama, SRD Piloto é tratado como rei em comunidade do Norte da Ilha, em Santa Catarina

Depois da fama, SRD Piloto é tratado como rei em comunidade do Norte da Ilha, em Santa Catarina

0 comments

(Foto: Rosane Lima/ND)
(Foto: Rosane Lima/ND)

Ele nunca foi ao pet shop e não é de raça, mas o olhar de tristeza e ao mesmo tempo brincalhão cativa qualquer pessoa e impressiona muita gente com o que é capaz de fazer. Assim é Piloto, um vira-lata de estatura média, com focinho que lembra um pastor alemão, pelo caramelo no dorso e branco no peito. Piloto ficou famoso ao aparecer em uma foto deitado e com as patas dobradas, na calçada da rua Braulina Machado, na comunidade Papaquara, Norte da Ilha, ao lado de cinco pessoas que eram revistadas por policiais militares, na última quinta-feira.

Até o policial que comandava a ação ficou impressionado com a fidelidade do animal, que não saiu de perto de um dos donos. “Piloto não é de ninguém, é da comunidade”, disse um dos homens que foi revistado pela PM e liberado porque não tinha nada que comprometesse. Naquela ação policial, foi detido um homem de 28 anos, que estava com a prisão decretada por tráfico de drogas. Os demais, que se deitaram na calçada, foram liberados.

Piloto roubou a cena e o foco da ação policial ficou em segundo plano. O resultado disso é que Piloto ficou famoso também fora da comunidade.

“Ele não pode ver ninguém entrar no carro, pula logo no colo do motorista e coloca as duas patas no volante”, contou Lucas Guerra da Silva, 26 anos, um dos moradores da rua Braulina Machado que sempre está brincando com Piloto, explicando a origem do nome do cachorro. “Ninguém sabe exatamente a idade de Piloto. Ele foi abandonado por uma família que se mudou daqui a mais ou menos um ano e três meses”, completou Lucas.

Comunidade dá ração e até casinha

O carinho por Piloto é tão grande que os moradores da rua Braulina Machado se revezam na compra de ração. Eles até fizeram uma casinha para o cachorro, com tijolos encontrados na rua e forrada com saco plástico preto. “Pela fama que ele está merece até um abrigo decente”, sugeriu a cabeleireira Vanda, que também faz carinho todas às vezes que o encontra na rua com o rabo abanando.

Obediente e brincalhão, Piloto faz pose para fotos e agora é tratado como rei pela comunidade do Papaquara. “A fama aumentou o valor do passe de Piloto”, brincou Lucas Guerreiro Silva. Ele diz que se não morasse de aluguel teria no mínimo cinco cachorros.

O carinho que a comunidade tem por Piloto pode ser comparado ao relato do norte-americano Charles Burden, amante dos animais, que levou um homem a júri popular por ter matado um cão em 1869, nos Estados Unidos. Dizia o então agricultor: “O único absoluto, amigo desinteressado que um homem pode ter neste mundo egoísta, que nunca é ingrato ou traiçoeiro, é o seu cachorro. E quando o último de todos os atos vem, e a morte leva o dono, não importa se todos os amigos sigam o seu caminho. Lá, ao lado de seu túmulo, encontrará o nobre cão, a cabeça entre as patas, os olhos tristes, mas abertos na monitorização de alerta, fiel e leal até a morte”.

Fonte: Notícias do Dia

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. QUE ESTA COMUNIDADE SIRVA DE EXEMPLO PARA TANTAS OUTRAS…..TRATAR BEM OS ANIMAIS É UMA ATITUDE DIGNA E POSITIVA. E O PILOTO É UM FOFO…OLHA SÓ O JEITINHO DELE!

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>