• Home
  • Mulher é presa tentando desembarcar com mais de 100 animais silvestres na mala

Mulher é presa tentando desembarcar com mais de 100 animais silvestres na mala

0 comments

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O funcionários da alfândega do aeroporto de Moscou, na Rússia, tomaram um susto ao perceberem, através dos aparelhos de análise de bagagem, que vários animais estavam sendo transportados em uma mala. Os agentes da alfândega apreenderam uma mulher quando ela tentava entrar no país com 55 cobras, 35 lagartos, 7 tartarugas, 6 lêmures, 2 macacos e um felino semelhante a um filhote de leopardo dentro de uma mala de viagem. No total, 108 animais exóticos estavam escondidos dentro da mala da mulher, que não teve o nome revelado.

Dois filhotes de crocodilo morreram na viagem de Jacarta, na Indonésia, de onde o voo vinha, a Moscou. De acordo com autoridades locais do aeroporto, todos os animais que sobreviveram pareciam aterrorizados e fisicamente estressados ao serem encontrados depois da viagem, que teve mais de 15h de duração. A mala pesava 27 kg.

“Os animais estavam guardados em gaiolas e caixas de plástico minúsculas. As cobras estavam em pequenas bolsas feitas de pano”, disse a porta-voz do aeroporto, Larisa Ledovskikh.

Especialistas ainda não identificaram a que espécie pertence um “gatinho” listrado de olhos verdes e que estava na mala da mulher. Acredita-se que seja um filhote de leopardo e, caso seja confirmado, a mulher pode pegar até 7 anos de prisão, já que a espécie está em perigo de extinção.

Ao ser detida, a mulher negou a intenção de vender os animais do mercado ilegal russo e alegou que eles seriam destinados à reprodução. Ela disse que havia comprado os animais em um mercado na Indonésia por cerca de US$ 200, mas as autoridades acreditam que os animais estariam envolvidos em um esquema bastante lucrativo na Rússia, onde zoológicos particulares são mantidos ilegalmente por muitas pessoas.

Os animais foram entregues aos cuidados dos funcionários do Park Exotic de Moscou, onde receberão tratamento veterinário até que seus destinos sejam definidos.

Fonte: Diário do Nordeste

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>