• Home
  • Idaron confirma morte de cavalo por raiva animal em Ariquemes (RO)

Idaron confirma morte de cavalo por raiva animal em Ariquemes (RO)

0 comments

(Foto: Reprodução/RBS TV)
(Foto: Reprodução/RBS TV)

A Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron) de Ariquemes (RO), confirmou nesta quarta-feira (1º) a morte de um cavalo por raiva animal. O caso aconteceu numa propriedade do Travessão B-40, da Linha C-65 da BR-421, zona rural do município. O animal morreu em fevereiro, mas os resultados dos exames foram recebidos nesta semana. Cerca de 300 propriedades, que estão no raio de 12 quilômetros do registro, serão monitoradas por técnicos da agência.

O veterinário da Idaron, Murilo Freitas, explica que o produtor rural procurou a agência relatando sintomas estranhos no animal. O cavalo estava caído e apresentava alteração comportamental, dificuldades na respiração e incoordenação motora. O animal morreu e foi enterrado na propriedade.

Depois da constatação do motivo da morte, o Idaron realizou o mapeamento da região, e todos os  moradores na região que abrange da Linha C-50 a C-75 devem ser notificados. Os sitiantes e fazendeiros deverão, obrigatoriamente, vacinar os animais contra a raiva, sob pena de multa. “Não só bovinos, mas cavalos, burros, jumentos, mulas, carneiros e cabritos também deverão receber a vacina nestas propriedades, que estão dentro do raio”, enfatiza o veterinário.

Durante o monitoramento, as equipes devem buscar novos animais doentes ou atacados por morcegos hematófagos, principal transmissor da raiva na zona rural, e ainda abrigos potenciais desses morcegos. Os produtores que manusearam animais suspeitos serão orientados a procurar uma unidade de saúde.

O veterinário enfatiza que a dose da vacina contra raiva para bovinos custa, em média, R$ 0,90 centavos. O último caso de raiva detectado pelo Idaron, no município, foi em 2010, num bovino. “A nossa preocupação é que outros animais estejam doentes, por isso que este bloqueio de 12 quilômetros é importante. A raiva não causa apenas prejuízos econômicos, ela também é uma doença em importância em saúde pública, porque o ser humano pode se contaminar e vir à morte”, enfatiza Freitas.

Fonte: G1

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>