• Home
  • A comovente história de Cholita, a ursa mutilada do Peru

A comovente história de Cholita, a ursa mutilada do Peru

0 comments

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Parece-se agora com um grande roedor, mas Cholita já foi uma ursa andiana como as que inspiraram a icónica personagem dos contos infantis ingleses ‘As Aventuras do Urso Paddington’. Encontrada num circo no Perú onde foi vítima de mutilação, a história de Cholita comoveu as redes sociais que sob a organização da Animal Defenders International (ADI), iniciaram uma campanha para a salvar e lhe dar um novo lar.

A ursa andiana, de 25 anos, foi resgatada de um circo no Peru onde foi vítima de maus-tratos, nomeadamente de mutilação, e levada temporariamente para um jardim zoológico até lhe arranjarem um novo lar. A mudança para o zoo aconteceu há 10 anos e o novo lar, esse, nunca chegou.

Onde os seus companheiros de espécie têm uma espessa pelagem preta, Cholita apenas tem pele devido aos anos como vítima de maus-tratos. No circo, Cholita vivia numa jaula de 1,5 metros quadrados e “as cicatrizes do passado abusivo são óbvias. As suas garras foram brutalmente cortadas e os seus dentes quebrados, deixando-a indefesa. Cholita está quase irreconhecível como uma fêmea da sua espécie, devido à severa perda de pelo que sofreu”, conta Fleur Dawes, porta-voz da Animal Defenders International.

Devido à sua situação e aspeto, não existem muitos lugares no Peru dispostos a acolher a ursa. Contudo, a Animal Defenders International, uma organização para a defesa dos direitos animais com sede em Londres, Reino Unido, liderou a campanha para transferir Cholita do Peru para os Estados Unidos da América (EUA).

Rapidamente, a rede social Twitter inundou-se de imagens de Cholita e mais de 30.000 pessoas viram o seu vídeo no Youtube, levando várias organizações defensoras dos direitos animais a juntarem-se à causa.

A ADI começou a mobilizar os seus contactos, iniciando os procedimentos para transportar Cholita para os EUA. Esta segunda-feira, após uma semana de negociações, o Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA confirmou que a emissão de uma licença para que a ursa pudesse entrar no país.

Um caminhão de resgate da ADI já se encontra a caminho do jardim zoológico onde está Cholita e demorará 24 horas a chegar. A partir de quarta-feira a ursa andiana irá viver no centro de resgate da Animal Defenders International e a organização vai passar as próximas semanas a preparar a sua viagem para os EUA.

A salvação de Cholita integra uma operação maior denominada “Operação Espírito de Liberdade”, coordenada entre as autoridades peruanas e a ADI, e que já resgatou de circos peruanos 24 leões. Adicionalmente, estão sob os cuidados da organização mais de 70 animais no seu centro de resgate temporário, localizado nos arredores de Lima, Perú.

O sucesso da campanha da operação de resgate de Cholita saiu das fronteiras da América Latina e chegou aos ouvidos do próprio Michael Bond, o criador dos contos infantis ‘As Aventuras do Urso Paddington’. “Os ursos, e particularmente os do Peru, ocupam um lugar importante na minha vida”, disse. “Esta história é terrível. Espero que a organização consiga ajudar Cholita para que esta recupere”, disse o escritor.

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: JourliQ

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. A gente vai lendo e percebendo que o trabalho de proteção animal é ainda enorme, laborioso e sem trégua. É de chorar copiosamente.
    Que a Cholita fique bem adiante.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>