• Home
  • ONG resgata cadela vítima de suposto abuso sexual em Parnaíba (PI)

ONG resgata cadela vítima de suposto abuso sexual em Parnaíba (PI)

0 comments

As denúncias de abuso sexual contra animais domésticos, prática denominada de zoofilia, são comuns na cidade de Parnaíba, litoral do Piauí. Nesse fim de semana a ONG Sete Vidas resgatou uma cadela que apresentava muitos ferimentos.

Segundo Savina Moura, advogada e presidente da ONG, exames realizados em uma clínica veterinária indicaram que a cadela resgatada de fato sofreu o abuso sexual. “Ela estava bastante machucada por dentro. Nós acreditamos que o seu ex-tutor tenha realmente introduzido o órgão sexual”, relata Savina.

Após o resgate, a cadela está em uma clínica, onde passa por tratamento. De acordo com a presidente da ONG, o tutor do animal era um homem que tem problemas mentais e, por isso, não vai responder a nenhum processo criminal.

No início da última semana, outra denúncia anônima foi recebida pela ONG. A informação é de que um homem, supostamente alcóolatra, abusa de cinco cadelas sempre que bebe. Segundo a protetora de animais, Maria de Messias, ele estaria praticando o estupro com os dedos. “A vizinhança denunciou que escuta os gritos de uma cadela”, conta Maria.

Após receber a informação, os protetores de animais de Parnaíba começaram a investigar. Na noite de sexta-feira (27), descobriram o nome e o endereço do suposto agressor. Segundo Savina Moura, o homem mora no bairro São José.

O trabalho é feito em parceria com a Polícia Militar e com clínicas veterinárias, que fazem os exames para constatar se houve o abuso. “Quando fazemos o resgate, levamos o animal para fazer o tratamento e imediatamente tiramos do contato com o agressor. Se ficar constatado o abuso, a polícia abre o inquérito”, disse Savina.

Existem duas classificações para a zoofilia. Os psicólogos consideram uma perversão. Já os psiquiatras classificam o distúrbio como uma doença: desordem da preferência sexual, definida como parafilia.

No Brasil, a Lei de Crimes Ambientais prevê detenção de três meses a um ano, e multa para quem abusar, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados. A legislação estabelece o aumento da penalidade de 1/6 a 1/3 apenas nos casos quem que os maus-tratos resultarem na morte do animal.

Fonte: Portal O Dia

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. MAS ESSE INFELIZ QUE ESTUPROU A CADELA JÁ QUE TEM PROBLEMAS MENTAIS, PRECISA SER LEVADO PARA UM HOSPÍCIO.
    FUTURAMENTE ESTUPRARÁ AS MENINAS QUE ENCONTRAR.
    ONDE ESTÁ A JUSTIÇA E A LEI?

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>