• Home
  • Quarenta animais mortos são encontrados em congelador de zoológico

Quarenta animais mortos são encontrados em congelador de zoológico

0 comments

Por Loren Claire Boppré Canales (da Redação)

Foto: Igualdad Animal
Foto: Igualdad Animal

Depois da investigação e denúncia realizadas pela ONG internacional Igualdad Animal (Igualdade Animal), a Procuradoria Federal de Proteção ao Ambiente (PROFEPA) apreendeu um total de 101 animais do “Club de los Animalitos”, por superlotação e falta de tratamento digno. Agora a PROFEPA revelou que, além disso, encontrou 40 cadáveres de animais em congeladores do zoológico, localizado em Puebla, no México.

O subprocurador de Recursos Naturais da PROFEPA, Alejandro del Mazo Maza , assinalou que entre os exemplares mortos há filhotes de felinos, dois felinos adultos, um lobo canadense, um antílope, alguns répteis e oito aves, entre outros, o que qualificou como algo muito grave.

Esta nova revelação se dá depois da inspeção efetuada à Unidade de Manejo para a Conservação da Vida Silvestre (UMA), denominada “El Club de los Animalitos” e cujo proprietário é o Deputado pelo Partido Ação Nacional (PAN).

Os funcionários da PROFEPA compareceram às instalações da Unidade de Manejo com o propósito de verificar junto aos responsáveis por esse local, as condições de confinamento e a legal procedência dos animais, bem como seu registro e plano de manejo de espécies e seu cumprimento.

No último dia 29 de janeiro, a ONG internacional Igualdad Animal (IA), com sede no México, documentou com fotografias e dados a atual situação de mais de 400 animais que habitam o zoológico particular “El Club de los Animalitos”.

“Estamos diante de um escândalo que já havíamos denunciado anteriormente. A situação dos animais no zoológico do deputado Gómez Olivier é dramática. Os animais vivem amontoados em condições deploráveis e, agora que é visível que guardam os cadáveres dos animais em congeladores, temos certeza que a vergonhosa gestão do centro continua. O Club de los Animalitos deveria ser fechado. O nosso gabinete jurídico continuará avaliando o caso para empreender novas ações legais”, diz Dulce Ramírez, coordenadora da ONG Igualdad Animal no México.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. É nisso que dá tanto voyeurismo.
    E quem “paga” a conta são seres indefesos, sem voz, sem Leis e diminutos em seus Direitos.
    Lamentável que zoológicos ainda existam e persistam.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>