• Home
  • Porquinho desnutrido é adotado em Ipatinga (MG)

Porquinho desnutrido é adotado em Ipatinga (MG)

0 comments

Stefany, a prima Amanda e a dona de casa Evanilda se divertem com Totonho (Foto: Patrícia Belo / G1)
Stefany, a prima Amanda e a dona de casa Evanilda se divertem com Totonho (Foto: Patrícia Belo / G1)

Cachorros, gatos, pássaros. Estes são os animais que normalmente são criados dentro de casa, em uma área urbana. Mas uma família de Ipatinga (MG) saiu do convencional e adotou um porquinho. Há um mês, a família Marques cuida do Totonho, nome dado ao porquinnho, como membro da família.

Cama para dormir, coleira para passear, sabonete de glicerina e hidratante. Esta são algumas das regalias que o porquinho ganhou. A dona de casa Evanilda Marques Viana conta como o suíno chegou para sua família. Segundo ela, Totonho nasceu no sítio de um irmão dela, no bairro Chácaras Madalena em Ipatinga. Todos os demais filhotes de uma cria de nove morreram e Totonho foi o único sobrevivente.

“Ele é um vitorioso. Quando trouxe ele para minha casa, Totonho estava com fome, porque a mãe dele criou nove filhotes, e oito acabaram morrendo. Tentei salvar todos, meu marido colocou os suínos em uma caixa, mas quando chegamos somente ele tinha sobrevivido. Pegamos amor por ele e não deixamos ir embora”, contou.

A filha do casal, Stefaney Marques Viana, de 12 anos, disse que já criou cães e outros animais, mas se surpreendeu quando passou a conhecer a rotina de Totonho. “Foi uma experiência diferente. O bicho é exigente e só quer carinho, assim como um cachorro, mas é mais independente. O comportamento dele é uma mistura de cães e gatos. Já me adaptei com ele na minha casa, agora minhas amigas, primas e vizinhas sempre vem visitar Totonho” relatou a estudante.

Bons cuidados

Totonho recebe tratamento vip em casa. A caixa onde o animal dorme é higienizada diariamente e, segundo Evanilda, quase todos os dias seu marido Edmar Marques leva o bichinho para passear. A dona de casa relata que, desde que se tornou o animal de estimação da casa, o porquinho adora dormir próximo ao sofá e fuçar por todos os cômodos.

Gilmar acompanhou o desenvolvimento de Totonho nesses 30 dias na casa da família Marques (Foto: Patrícia Belo / G1)
Gilmar acompanhou o desenvolvimento de Totonho nesses 30 dias na casa da família Marques (Foto: Patrícia Belo / G1)

“Eles são super carinhosos, não têm cheiro e são muito higiênicos, fazem as necessidades no mesmo lugar, nada perto de onde se alimentam. Além disso Tonho adora dormir de frente para televisão e com a porta da sala aberta para aumentar a ventilação “, contou.

O porquinho toma banho a cada dois dias da semana e usa até hidratante. Segundo a tutora, os porcos têm a pele muito seca e a temperatura do corpo é alta. ” Como Ipatinga é uma cidade muito quente tem dias que dou banho nela no tanque na área de serviço, ao invés de levar para o banheiro. Uso sabonete de glicerina, com proteção antibacteriana, tudo para ele ficar bem cheiroso”, declarou.

Fonte: G1

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Legal isso, um porquinho de sorte com um nome que é a cara dele mas a pergunta que não quer calar é se a família continua lanchando pão com presunto depois de adotar Totonho.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>