• Home
  • Filhote de gavião-real nasce em ninho de Rondônia monitorado pelo Inpa

Filhote de gavião-real nasce em ninho de Rondônia monitorado pelo Inpa

0 comments

Ninho da ave foi encontrado em uma castanheira em Cacoal (Foto: Odair Diogo da Silva/Arquivo Pessoal)
Ninho da ave foi encontrado em uma castanheira em Cacoal (Foto: Odair Diogo da Silva/Arquivo Pessoal)

Um filhote de gavião-real nasceu em uma fazenda na Linha Três em Cacoal (RO), a 480 quilômetros de Porto Velho. O ninho da ave, que foi construído em uma castanheira de 30 metros de altura, já estava sendo monitorado há dois anos pelo Programa de Conservação do Gavião-real do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa). Na região há nove ninhos, desses cinco estão ativos. As aves dessa espécie estão ameaçadas de extinção, segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama).

O ninho foi encontrado pelo estudante Igor dos Santos, de 18 anos, que sempre pescava com o seu tio próximo ao local e a grandeza da ave chamava a atenção. “Durante uma aula de biologia conheci o gavião-real, nesse momento me lembrei do ninho perto da minha casa e levei o professor até lá. Desde então, eles passaram a acompanhar o desenvolvimento do pássaro. Agora, sempre que posso, passo para dar uma olhada”, diz Igor.

O filhote nasceu na fazenda do dentista Francisco Salviano de Macedo. Segundo ele, foi muito importante saber que havia um ninho em sua propriedade, pois o cuidado agora será maior e ele afirma que as porteiras de sua fazenda, sempre que necessário, para que o monitoramento possa continuar sendo realizado.

De acordo com o biólogo e integrante do Programa de Conservação do Gavião-real Lucas Simão de Souza, de 46 anos, 2015 será um ano de muitas expectativas, pois explica que ter cinco ninhos ativos na região é algo inédito para o grupo, que trabalha com projetos de conservação ambiental nas escolas e comunidade. “Hoje nós temos três ninhos ativos em Cacoal, um na cidade de Ouro Preto do Oeste e outro em Rolim de Moura”, conta.

Segundo o biólogo, o gavião-real é uma ave tranquila, por isso é fácil de ser morta por caçadores e muitas aves morrem pela simples curiosidade dos caçadores conhecerem o pássaro que possui um grande porte, chegando a medir até dois metros de envergadura – tamanho de uma asa a outra quando adulto.

A equipe do Inpa pede à população que ajudem na identificação dos ninhos, que na maioria, são encontrados em áreas particulares. Simão explica que é fácil localizar o ninho de gavião-real e conta as principais características. “Os ninhos normalmente ficam localizados em árvores de grande porte, como castanheiras e o ninho é bem característico por ser grande”, explica.

Caso alguém encontre novos ninhos, a equipe do projeto de preservação pode ser informada através do e-mail gaviaoreal@inpa.gov.br, ou pelo telefone (92) 3643-1833. A ave que nasceu há poucos dias, ainda não foi examinada pela equipe de biólogos.

Fonte: G1

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>