• Home
  • Interditado após maus-tratos, Zoológico de Varginha (MG) é reaberto

Interditado após maus-tratos, Zoológico de Varginha (MG) é reaberto

0 comments

Por Bruna Araújo (da Redação)

Zoológico de Varginha abriga cerca de 300 animais, entre aves, mamíferos e répteis (Foto: Reprodução EPTV)
Zoológico de Varginha abriga cerca de 300 animais, entre aves, mamíferos e répteis (Foto: Reprodução EPTV)

Do ponto de vista ético, é inconcebível a existência de zoológicos e aquários que tentam justificar essa atividade exploratória e cruel com o falacioso argumento de que os animais aprisionados vivem em boas condições dentro de pequenas jaulas.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Após denúncias de maus-tratos e péssima infra estrutura, o Parque Zoobotânico Municipal Dr. Mário Frota, em Varginha, no Sul de Minas Gerais, foi interditado e permaneceu fechado por 5 anos depois de uma determinação da Advocacia Geral da União (AGU) e do Ibama. Neste último fim de semana o local foi reaberto após a direção iniciar uma reforma ainda não concluída.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Não existem reformas em zoológicos ou aquários que garantam o bem estar físico e psicológico de animais mantidos em cativeiro. Em todo mundo há um movimento crescente de combate à criação de novos espaços de confinamento e dos fechamentos dos já existentes. A sociedade precisa ser informada sobre a crueldade de se aprisionar animais para o enriquecimento de alguns.

Nota da Redação: Casos como o de Varginha, MG, servem para alertar a sociedade brasileira sobre a injustiça e crueldade escondida atrás de zoológicos e outros locais que mantém animais em cativeiro apenas para divertimento humano. É preciso clarear a consciência para entender e respeitar os direitos dos animais. Eles não são objetos para serem expostos e servirem ao prazer de seres humanos. As pessoas podem obter alguns minutos de entretenimento, mas para eles é uma vida inteira de exploração e abusos condenados pelo egoísmo humano.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>