• Home
  • Nos EUA, ativistas querem que fazendas de criação intensiva sejam responsabilizadas por poluição

Nos EUA, ativistas querem que fazendas de criação intensiva sejam responsabilizadas por poluição

0 comments

(da Redação)

Fábrica de leite (Foto: polat/Shutterstock.com).
Fábrica de leite (Foto: polat/Shutterstock.com).

A criação intensiva de animais para alimentação, seja na indústria da carne, de ovos ou do leite, implica em grandes impactos ambientais e diversas formas de poluição pelos quais, no geral, as empresas não são suficientemente responsabilizadas. Nos Estados Unidos, duas ações legais pretendem mudar isto. As notícias são do blog da Mercy For Animals e da Reuters.

O primeiro caso já é considerado uma vitória pelos ambientalistas. Em um processo movido por advogados ativistas da Public Justice contra uma empresa de fabricação de leite, chamada de Cow Palace Dairy, um juiz federal condenou a fábrica por contaminação do solo e da água ao não administrar corretamente os resíduos animais.

O magistrado definiu que a legislação federal para resíduos sólidos deve ser aplicada aos resíduos de animais, uma decisão inédita que deixa muitas grandes fábricas de alimentos de origem animal legalmente vulneráveis por não cumprirem com as exigências ambientais mais rigorosas do Resource Conservation and Recovery Act. Os advogados afirmaram que irão recorrer da sentença.

A outra iniciativa também parte da sociedade civil organizada, mas o alvo é ainda maior. Uma coalizão de ativistas ambientais, dos direitos animais e outros grupos, que inclui a Humane Society, está movendo um processo diretamente contra a EPA, a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos. Eles afirmam que a agência não respondeu a petições enviadas em 2009 e 2011 pedindo que reconheça as factory farms, fazendas de criação intensivas, e outras atividades agropecuárias de grande escala como atividades eminentemente poluidoras.

O processo acusa a EPA de não efetuar corretamente seu trabalho ao não reconhecer e responsabilizar esses tipos de empreendimentos pela poluição do ar que causam, cobrando metas e obrigações mais estritas já aplicadas a outros setores da economia graças à lei federal Clean Air Act.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>