• Home
  • Polícia salva cadela atirada em pântano com as patas presas

Polícia salva cadela atirada em pântano com as patas presas

0 comments

Na Colômbia, alguém tentou matar uma cadela, mas não contava com a atuação da polícia.

O animal foi atirado para um lago pantanoso, na parte de Suba Rincón, na cidade de Bogotá. O autor do crime, para ter a certeza de que ela morria, teve o ‘cuidado’ de lhe atar as patas traseiras com uma corda.

Só que o bicho, em pânico, ladrou para salvar a vida, coincidindo com a passagem de uma viatura policial em missão de patrulha.

Um dos agentes ouviu o ladrar de aflição e agiu rapidamente: despiu a farda e atirou-se para as águas frias do pântano, enquanto o outro agente o tentava orientar na direção da cadela.

Os segundos que se seguiram foram dramáticos: o animal não podia ir ao encontro do salvador, por ter as patas traseiras presas, e o humano não conseguia atravessar a vegetação.

Quando conseguiu aproximar-se, o polícia usou um pneu para manter a cadela à tona da água. Logo de seguida, o outro agente, com a ajuda de populares, puxou o pneu e trouxe a cadela para terra firme.

Apesar dos sinais de hipotermia, o animal encontrava-se bem de saúde. Foi adotada pelo agente que a salvou e agora chama-se Juana.

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: PT Jornal

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Seres humanos de verdade fazem toda a diferença. Parabéns aos policiais maravilhosos e aos populares que se importaram com ela. Que bom se todos os policiais do mundo tivessem essa consciência.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>