• Home
  • No Canadá, ONG salva cadela faminta e denuncia tutor por crime de crueldade

No Canadá, ONG salva cadela faminta e denuncia tutor por crime de crueldade

0 comments

(da Redação)

Willow se recupera bem.(Foto: BC SPCA)
Willow se recupera bem. (Foto: BC SPCA)

Na província canadense de British Columbia (BC), um caso triste se encaminha para um final feliz, mas ainda aguarda justiça. As informações são do The Province, The Vancouver Sun e The Tri-Cities Now.

No dia 31 de janeiro, uma cadela da raça husky siberiano foi encontrada sozinha em situação crítica na cidade de Maple Ridge. Ela pesava apenas 15 kg, enquanto que o peso normal para sua raça e porte seria de 24kg. Resgatada, ela foi levada à Sociedade de Prevenção à Crueldade contra Animais (SPCA) e, de lá, direto para a internação no hospital veterinário, onde recebeu tratamento contínuo.

Willow, como foi apelidada pelos protetores, já está de volta ao abrigo da BC SPCA e se recupera bem, embora ainda tenha um longo caminho pela frente. A husky chegou sem conseguir andar e as dores causadas pela presença de pedras em seu aparelho digestório faziam com que deitar-se fosse muito dolorido. Hoje, ela já consegue andar uma quadra inteira com ajuda e recebe alimentação várias vezes ao dia.

Na escala de 1 a 9 com a qual a SPCA identifica a condição corporal de um animal, Willow era 1. “Em meus 34 anos com a BC SPCA, eu vi um cão com pontuação 1 em condição corporal, mas ele não estava vivo, então é incrível que ela realmente tenha sobrevivido”, disse Eileen Drever, protetora do local. No estômago e intestinos de Willow havia apenas terra e pedregulho, nenhuma comida.

Enquanto a cadela se recuperava, a organização tentou reencontrar seus tutores, que poderiam estar desesperados à sua procura. Ela chegou sem nenhuma forma de identificação e a busca se deu através da mídia. Um vizinho identificou o cão pelas imagens e ligou para informar quem era o tutor, mas, ao que parece, ele não estava à procura de Willow.

O antigo responsável pelo animal foi identificado como um jovem na faixa dos 20 anos, estudante universitário na Simon Fraser University e residente da cidade de Coquitlam, vizinha à Maple Ridge.  A SPCA entrevistou o jovem e concluiu que há evidências de crueldade animal, mas não liberaram detalhes.

Marcie Moriaty, agente da SPCA, afirma que existem indícios suficientes para denunciar o ex-tutor por crime de acordo com o Código Criminal do Canadá e o Ato de Prevenção à Crueldade Contra Animais. Eles pretendem apresentar a queixa em breve.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Entre as espécies de vida que habitam este planeta somente a humana é cruel
    Mata por prazer, agride por prazer,provoca todo o tipo de mazelas e ainda tem a audácia de querer um outro paraíso.
    Raça ruimmmmmmmmmmmmmmmm.
    É preciso entender que isso não se generaliza poiss ainda existe uma pequena parcela de humanos de mansos de coração.

  2. Estou na torcida pela cadelinha e pelo tutor…. pela cadelinha, para que ela se recupere, seja acolhida e muito feliz. E pelo tutor, para que ele seja pego logo e receba o mesmo tratamento que deu à coitadinha – o estômago cheio de pedra e terra, porque esse merece!

  3. Na escala de 1 a 9 você está recebendo a nota máxima de amor de humanos bons que não descansarão enquanto você não estiver completamente curada de corpo e alma. Você já começou a vencer e vai.

  4. Quem é capaz de deixar um ser vivo chegar nestas condições? Vi, através de fotos, países em que a fome assolava e em campos de concentração nazistas. Este infeliz tutor tem que pagar por isso! Caro e pesado!!!

  5. Esse tutor tem que assinar um termo se comprometendo NUNCA mais pegar nenhum outro animal. Gente desse tipo é cruel e será p/ sempre.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>