• Home
  • “As pessoas vão comer merda”, afirma inspetor sanitário da indústria da carne nos EUA

“As pessoas vão comer merda”, afirma inspetor sanitário da indústria da carne nos EUA

0 comments

(da Redação)


Investigação da Mercy for Animals denuncia violência brutal contra porcos na indústria da carne americana

Além dos animais, a indústria de alimentos abusa também de seres humanos. E não estamos falando dos trabalhadores, mas dos consumidores. Muitas investigações denunciam os problemas sanitários nos matadouros em várias partes do mundo. Nos Estados Unidos, a coisa está prestes a ficar pior. As informações são da Mercy for Animals e Salon.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos da América (USDA) está testando um novo programa piloto para acelerar o controle de qualidade para a carne de suínos. O programa trabalha com maior velocidade na esteira de transporte dos corpos e com número menor de inspetores de qualidade. O programa vem sendo criticado pelos próprios inspetores da USDA.

“A questão não é se as pessoas vão comer ou não comer merda. Elas vão. A questão é quanto”, afirmou um inspetor. Outro denuncia: “Eu vi trabalhadores da empresa pessoalmente condenarem produtos da planta e depois tentarem salvar carcaças condenadas quando eu me virava. A companhia ameaça trabalhadores com demissão se eles são pegos condenando muitas carcaças ou partes delas”.

Cerca de 20 inspetores participam do programa piloto e pelo menos quatro criticaram publicamente o programa. Eles afirmam que as novas medidas colocam ainda mais poder nas mãos das empresas para avaliar a qualidade – e desrespeitar as regras ainda mais do que já fazem habitualmente. A análise passaria a fazer parte do trabalho de empregados da empresa que não são suficientemente treinados nem tem proteção legal para falar abertamente sobre os problemas encontrados.

Os detalhados e geralmente desconsiderados regulamentos de controle sanitário para produtos cárneos advém não só da facilidade com que esses produtos são contaminados, mas também pela saúde precária dos animais ditos de produção, que vivem em condições de vida degradantes e têm todos os seus direitos sistematicamente negados.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta para Sandra Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Humanos que consideram animais como simples alimento e não como indivíduos importantes, não inspiram confiança em qualquer outro aspecto onde se exijam comportamentos éticos de qualquer natureza porque a truculência contra animais indefesos está a um passo da violência contra pessoas e quem é capaz de trair um animal roubando sua vida, não é confiável ainda que ganhando “honestamente” seu pão de cada dia com as mortes de cada instante.

  2. ADOREI ESSA REPORTAGEM, ESSA É A PODRE REALIDADE DE ALGUNS SERES HUMANOS (DE MERDA) QUE NÃO ESTÃO NEM AI COM SEUS SEMELHANTES IMAGINE ENTÃO O QUE FAZEM COM OS POBRES ANIMAIS!!

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>