• Home
  • Com a cheia, rio destrói ninhos de jacarés em reserva no Amazonas

Com a cheia, rio destrói ninhos de jacarés em reserva no Amazonas

0 comments

O período de cheia teve início nos rios no Amazonas. O avanço das águas, processo natural, tem impactado a reprodução de jacarés no Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (IDSM), localizado no município de Tefé, na região do Médio Solimões. Dentro da reserva, áreas que deveriam permanecer secas até o mês de janeiro já estão alagadas. Pesquisadores encontraram centenas de ninhos de jacaré destruídos pelo avanço das águas.

Segundo informações do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), a cheia deve continuar até o próximo ano. “O rio não vai baixar principalmente na calha central do Solimões e do Amazonas. A vazante já acabou e agora nós estamos num outro período de cheia e, portanto, são águas altas, pelo menos até outubro do ano que vem”, disse à TV Amazonas, o superintendente do CPRM, Marco Antônio Oliveira.

A subida das águas na reserva de Mamirauá preocupa pesquisadores. Muitos ninhos de jacarés já ficaram submersos. “Este ano foi muito atípico o nível da água. Não secou como geralmente seca. Então, as fêmeas costumam construir seus ninhos sempre nos mesmo cantos. Estamos encontrando uma porção bem significativa de ninhos alagados”, afirmou o pesquisador Robinson Botero.

Nível

O Rio Negro também iniciou o período da cheia. Em Manaus, a cota do Negro chegou a 20,67 m, quatro acima do nível esperado para o período.

Segundo o CPRM, 2013 e 2014 foram anos de muita chuva na região. Por conta disso, o nível dos rios da Amazônia permaneceu alto, praticamente, durante este ano inteiro.

Mamirauá

O Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, criado em abril de 1999, é uma Organização Social fomentada e supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), atuando como uma das unidades de pesquisa do MCTI. O Instituto Mamirauá desenvolve suas atividades por meio de programas de pesquisa, manejo e assessoria técnica nas áreas das Reservas Mamirauá e Amanã, na região do Médio Solimões, Estado do Amazonas. Juntas, estas reservas somam uma área de 3.474.000 hectares.

(Imagem: reprodução)
(Imagem: reprodução)

Fonte: G1

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>