• Home
  • Justiça deve ouvir envolvidos em caso de agressão a pit bulls dia 28

Justiça deve ouvir envolvidos em caso de agressão a pit bulls dia 28

0 comments

Os envolvidos no caso que terminou com um casal de pit bulls gravemente ferido a golpes de facão, serão ouvidos pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) durante audiência preliminar no dia 28 de novembro, em Manaus. O caso entrou na pauta da Semana Nacional da Conciliação 2014, que ocorre no fim do mês. Os cães ficaram com sequelas depois de serem atacados por um homem. Eles perderam a visão de um dos olhos.

Em outubro, a Polícia Civil encaminhou o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) à Justiça. O caso passou a tramitar na Vara Especializada do Meio Ambiente e Questões Agrárias (VEMAQA).

No dia 8 de outubro, o juiz titular da VEMAQA, Adalberto Carim Antônio, determinou que a audiência preliminar fosse pautada para Semana de Conciliação e que os envolvidos sejam investigados. A audiência está prevista para ocorrer no dia 28, data de encerramento da Semana de Conciliação. O suposto agressor e a tutora dos cães devem ser ouvidos a partir das 9h, na Vara Especializada do Meio Ambiente e Questões Agrárias, que funciona no Fórum Ministro Henoch Reis, na Zona Centro-Sul da capital.

Marrento perdeu a visão em um dos olhos (Foto: Arquivo Pessoal)
Marrento perdeu a visão em um dos olhos
(Foto: Arquivo Pessoal)

Entenda o caso

O servidor público Renan Agra, de 53 anos, é o responsável pelo ataque ao casal de pit bulls, de acordo com a denúncia da tutora dos cães. O ataque teria ocorrido no dia 14 de setembro.

Dias após o caso ter ocorrido, a autônoma Tabyta Karimy Amazonas, de 28 anos, disse que os cães Marrento e Belinha, de seis anos, moram na casa da sua mãe, na Zona Oeste da capital. Os animais teriam fugido após o portão eletrônico da residência apresentar falha.

Instantes depois da fuga, Renan Agra, que é vizinho da cuidadora dos cães, teria ido até o local afirmando que a família deveria retirar o corpo da cadela de sua residência. Os animais foram socorridos com vários golpes e levados para uma clínica. Ambos perderam a visão de um dos olhos. O caso revoltou associações e grupos de proteção a animais e motivou a realização de um ato contra maus-tratos aos animais em Manaus.

Belinha também ficou gravemente ferida (Foto: Indiara Bessa/G1 AM)
Belinha também ficou gravemente ferida (Foto: Indiara Bessa/G1 AM)

Fonte: G1

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>