• Home
  • Com caminhada e dieta, cão obeso perde quase 3 kg em clínica de MT

Com caminhada e dieta, cão obeso perde quase 3 kg em clínica de MT

0 comments

Cachorro pesava 36 kg e começou tratamento para emagrecer (Foto: Reprodução/TVCA)
Cachorro pesava 36 kg e começou tratamento para
emagrecer (Foto: Reprodução/TVCA)

Depois de 21 dias de tratamento, o ‘Bolinha’, mascote de uma lanchonete localizada às margens da BR-364, entre Campo Novo do Parecis e Tangará da Serra, a 397 e 242 km de Cuiabá, perdeu 2,7 kg.

Ele está internado em uma clínica particular da capital para perder pelo menos 15 kg. Pesa 33,kg, quando o ideal para o porte dele seria entre 10 kg e 15 kg.

“Bolinha já está bem melhor em comparação ao período em que chegou na unidade. Agora, ele já caminha com mais facilidade, interage e brinca com outros animais”, contou a veterinária Fernanda Viccini, que acompanha o tratamento do animal.

Durante o tratamento, o animal passou a se alimentar de forma mais saudável. Na lanchonete onde vivia se alimentava com restos de salgados. “Ele tem uma dieta específica para perda de peso, se alimenta de 220 gramas de ração, divididas em três porções diárias. A previsão é que daqui a 30 semanas ele chegue ao peso ideal”, explicou a veterinária.

Além da dieta, Bolinha faz exercícios em uma esteira aquática. São 3 minutos de caminhada duas vezes por semana. Conforme a veterinária, como as atividades como são feitas dentro d’água, o esforço é maior. Corresponde a três vezes mais do que andar no chão.

Michele Scoppel, presidente da Organização de Proteção Animal de Mato Grosso (OPA MT), que resgatou o animal da rodovia e o levou para tratamento na capital, disse que os custos para manter o tratamento do animal não é barato e que tudo é mantido através de doações. “Só a ração especial que o Bolinha consome custa R$ 150 e dura 15 dias. Então só de ração são R$ 300 por mês, fora o tratamento e exames feitos na clínica, pontuou. Uma campanha está sendo feita na internet para arrecadar dinheiro.

Há 12 anos, Bolinha foi abandonado em um posto de combustíveis e acabou virando o mascote da lanchonete do estabelecimento, mas acabou engordando demais depois que os clientes começaram a dar comida pra ele. Após o caso dele ser divulgado pelo G1, a ONG o resgatou do local.

Fonte: G1

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>