• Home
  • Descubra a melhor maneira de ajudar os animais marinhos

Descubra a melhor maneira de ajudar os animais marinhos

0 comments

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Reciclar o lixo, consumir produtos orgânicos e reduzir o consumo de plásticos reduz a morte de muitos animais

Nessa época do ano, é normal a presença de animais marinhos na beira da praia, como, botos, leões, focas, tartarugas, e até mesmo golfinhos e baleias. Na ânsia de ajudar, muitas pessoas acham que molhar o animal ou colocá-lo de volta na água garantirá a sobrevivência do mesmo, no entanto, na maioria das vezes, os animais só estão descansado nas areias do Litoral Norte e qualquer intervenção pode atrapalhar este processo natural. A equipe do Ceclimar – Centro de Estudos Costeiros, Limnológicos e Marinhos explica para aqueles que estão interessados na preservação das espécies qual a melhor forma de colaborar.

De acordo com o biólogo do Ceclimar, Ignacio Benites Moreno, os lobos marinhos possuem colônias no Uruguai e Argentina e há cerca de dez mil anos migram para as águas do Litoral Norte a procura de alimentos. A jornada para esses animais é longa e muitas vezes eles precisam descansar, por isso, procuram refúgio nas areias. “Os animais já chegam às praias porque estão exaustos e estressados, tentar mexer com ele só aumenta o nível de estresse, podendo inclusive, levá-lo a morte”, explica.

Moreno salienta ainda que os animais passam por uma seleção natural, por isso, o Ceclimar só pode agir quando os danos do homem causam transtornos aos mesmos. “Nós vamos interferir se o animal estiver machucado, enrolado em alguma rede, ou com óleo no corpo”.

O veterinário do Ceclimar, Derek Blaese de Amorim, ressalta que o estresse causado ao lobo marinho durante uma tentativa de captura é tamanho, que pode ser muito mais nocivo do que qualquer enfermidade que esteja sofrendo. “Muitos animais morrem a caminho do Ceclimar de ataques cardíacos devido ao nível de estresse”.

Quem estiver realmente disposto a ajudar esses animais, a orientação da equipe do Ceclimar é isolar a área onde está o lobo, foca, ou leão para que nenhum cachorro se aproxime do mesmo, e outras pessoas não tentem resgatá-lo ou alimentá-lo. E entrar em contato com os órgãos responsáveis Ceclimar, de segunda a sexta e Patram – Patrulha Ambiente, nos finais de semana, somente se o animal estiver machucado.

Já, ao ver golfinhos e baleias na beira da praia o aconselhável é ligar para o Ceclimar imediatamente, pois, estes sim devem estar encalhados e precisando do auxílio profissional do homem.

Agora, para aqueles que desejam mais do que ajudar um animal, mas colaborar com a sobrevivência de todas as espécies e mais do que isso ainda ajudar todo o planeta, a recomendação é: “mude seus hábitos”, como orienta o biólogo Moreno. “Recicle seu lixo, recolha todos os materiais quando deixar a praia, reduza o consumo de plástico, coma alimentos orgânicos, pois o veneno das lavouras está matando os animais marinhos. Muitas pessoas não fazem essa associação, mas essa é a melhor forma de ajudar a si mesmo, os animais e o meio ambiente”.

O Ceclimar atende de segunda a sexta-feira pelos telefones: (51) 3627.5384, 3627.1505 e a Patram pode ser chamada durante o final de semana pelo telefone (51) 3661.4620.

Como ajudar os animais marinhos e o planeta Terra

Recolha sempre o lixo antes de sair da praia, pois qualquer resquício abandonado na areia pode virar alimento de animais marinhos que morrem ao fazer essa ingestão.

Recicle o seu lixo, mesmo que não haja coleta seletiva no seu município, faça a separação e leve semanalmente para empresas especializadas.

Consuma menos plástico, exija que as empresas ofereçam outras opções para levar o produto que você compra, pois uma parte desse plástico sempre acaba nos mares e consequentemente no aparelho digestivo de animais como as tartarugas.

Opte por alimentos orgânicos, estudos comprovam que o veneno nas lavouras, escorrem para o mar e estão matando animais marinhos.

Insista com os governantes da sua cidade para que implantem a coleta seletiva e façam políticas públicas a favor do meio ambiente.

Cobre das empresas para que tenham responsabilidade ambiental.

Fonte: Jornal Dimensão

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>