• Home
  • Conheça a triste realidade dos vitelos, e a história de alguns que foram salvos da morte

Conheça a triste realidade dos vitelos, e a história de alguns que foram salvos da morte

0 comments

(da Redação)

Foto: OGP
Foto: OGP

Apesar de a maioria das pessoas ter o conhecimento de que “vitelo” é um eufemismo para designar bezerros, muitas não fazem a conexão, quando solicitam um prato de vitela no restaurante, de que o seu pedido custou a vida de um filhote de uma vaca. Por outro lado, é difícil imaginar que qualquer ser humano minimamente sensível possa olhar nos olhos de um bezerro recém-nascido e pensar: “ele parece delicioso, quando será morto?”. Isso não é o que uma pessoa empática seja capaz de imaginar.

A realidade é que os vitelos são “subprodutos” da indústria de laticínios. Assim são vistos os bezerros machos nascidos em um negócio que somente valoriza a vida de fêmeas, que irão produzir leite para gerar lucro. Considerados um “excesso”, e um risco de trazer a perda de um precioso recurso (o leite de suas mães), os filhotes machos são retirados de suas mães após poucas horas de vida e colocados em celas, ou seja, minúsculos recintos que são feitos para impedir o bezerro de mover qualquer um dos seus músculos recém-formados. Uma corrente é colocada ao redor de seus pescoços, tornando-os completamente imóveis. Nesse local e dessa forma, o traumatizado filhote permanece por cerca de dois meses, até que a indústria o considere pronto para ser morto. É importante lembrar que, por todo o tempo, o bezerro (da mesma forma que um bebê humano) está aterrorizado, indefeso, chorando e chamando por sua mãe. As informações são do One Green Planet.

A produção de carne de vitela é um processo vicioso, onde se infligem dor e sofrimento a um inocente filhote. A história da grande maioria desses animais é triste, cruel e desencorajadora, mas há algumas histórias de bezerros que escaparam desse destino. Graças ao trabalho árduo de alguns indivíduos bondosos, bezerros nascidos na indústria do leite, e que eram por ela considerados “sem valor”, foram salvos e puderam ter vidas incríveis.

Segue algumas  dessas histórias:

1. Samuel

Esse bezerro foi resgatado pelo Santuário Gaia graças a um grupo de indivíduos que viram-no como algo muito maior do que um “subproduto”. Samuel nasceu como um irmão gêmeo e, aos olhos da agropecuária, um gêmeo é “excedente”. Por ser o menor e mais fraco, ele foi colocado em uma caixa de carne de vitela. Felizmente, os socorristas do Santuário Gaia estavam a caminho.

Após poucos meses no santuário, Samuel começou a fazer amigos e tornou-se o pequeno bezerro feliz que foi destinado ao nascer.

Da cela para o  santuário: a bela história de resgate do bezerro Samuel. Foto: OGP
Da cela para o santuário: a bela história de resgate do bezerro Samuel. Foto: OGP

2. Maribeth

A história de Maribeth é peculiar, pois ela foi uma fêmea nascida na indústria de laticínios. Embora uma fêmea seja normalmente considerada valiosa para essa indústria, Maribeth tinha uma severa infecção em uma de suas pernas traseiras que lhe deixava incapaz de caminhar. Aos olhos do fazendeiro, foi considerado improvável que uma fêmea manca pudesse crescer no ambiente de uma fábrica de laticínios, e então foi designada para a indústria de vitela.

No entanto, uma mulher que conhecia o fazendeiro interveio e pediu que a vida de  Maribeth fosse poupada. Com isso, Maribeth foi resgatada pelo Santuário Woodstock Farm Animal; sua infecção na perna foi prontamente tratada e, apesar de sua recuperação ser lenta, ela está melhorando com o passar do tempo. Após os seus primeiros tratamentos, foram permitidos a ela alguns minutos de brincadeiras, nos quais ela pode correr ao redor do santuário. Veja o vídeo que mostra a sua alegria.

3. Woody

O pequeno Woody foi resgatado com duas semanas de idade. Sem ter conhecido nada além do medo em seu breve tempo de vida até então, Woody foi levado para uma vida feliz no Santuário Signal Hill, quando um amigo dos proprietários do local descobriu um anúncio em que diversos bezerros machos eram vendidos por 20 dólares cada um. Quando os resgatadores do santuário chegaram para salvar os animais, todos já haviam sido mortos, exceto Woody.

Ele estava muito doente quando chegou ao santuário, e seus cuidadores temeram que ele não conseguisse sobreviver. Mas, graças à enorme paciência e persistência dos voluntários, o pequeno bezerro recuperou a saúde. Ele cresceu e tornou-se um adulto feliz e saudável, como resultado de todo o cuidado e amor que recebeu.

Salvo da morte certa, Woody está prosperando no santuário da Austrália. Foto: OGP
Salvo da morte certa, Woody está prosperando no santuário da Austrália. Foto: OGP

3. Bo, Harry, Maverick, Ingram, Tuck e Noah

A história dos seis bezerros resgatados pelo Santuário Manning River Farm é comovente. Tara Maher, cofundadora do santuário, declarou firmemente: “Nossos maravilhosos garotos – Bo, Maverick, Harry, Ingram, Tuck e Noah – não são resíduos; eles têm uma identidade, eles têm vida, e nós temos a alegria de tê-los em nossa companhia”.

Apesar de todos os seis bezerros serem exemplos do que a indústria de laticínios considera como “lixo”, agora lhes é dado o devido respeito, o cuidado e o amor que eles sempre mereceram. O Manning River Farm era apenas um santuário recém-inaugurado quando chegaram os quatro primeiros bezerros, Bo, Harry, Maverick e Ingram. Assim como Woody, esses animais foram descobertos em um anúncio no qual eram vendidos como objetos.

Felizmente, as pessoas certas viram o anúncio e foram ao local para salvar os bezerros. Depois da chegada de Tuck e Noah, o grupo de órfãos uniu-se e se tornou uma família.

De magros e aterrorizados a corajosos e bonitos: os bezerros resgatados formaram uma nova família. Foto: OGP
De magros e aterrorizados a corajosos e bonitos: os bezerros resgatados formaram uma nova família. Foto: OGP

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Isso e muito triste, triste mesmo !!! Meu Deus quando isso vai mudar, quando vai acabar a crueldade contra os animais !!!!!

  2. Não são pedaços de carne, são sencientes, indivíduos, espíritos em evolução assim como nós… são irmãos de morada! Para quem não sabe, fora injeções e outras torturas, a indústria do leite, os retira violentamente das mães e os coloca em cubículos para que não possam se mexer durante meses, a fim de que não desenvolvam músculos e a sua carne fique mais macia… posteriormente vendem a sua carne, chamada de vitelo, para a indústria da carne! Alguém realmente se orgulha de atitudes como essa! Uma espécie que mata e gera dor física e moral em larga escala, para os seus irmãos de morada, é evoluída?

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>