• Home
  • Casal recupera gato que fugiu de avião no desembarque em Cumbica (SP)

Casal recupera gato que fugiu de avião no desembarque em Cumbica (SP)

0 comments

Gato Louis é afagado pela dona durante retorno de Cumbica (Foto: Reprodução/Facebook)
Gato Louis é afagado pela dona durante retorno de Cumbica (Foto: Reprodução/Facebook)

O gato Louis, desaparecido na última sexta-feira (19) após fugir de um avião durante desembarque no Aeroporto Internacional de Cumbica, foi reencontrado nesta manhã. O biólogo Alexandre Zuntini e a mulher, a também bióloga Elaine Françoso foram avisados que o gato ficou preso em uma das armadilhas instaladas nos arredores das pistas do aeroporto para evitar a entrada de animais.

No fim da manhã, o casal recebeu uma ligação e depois uma foto do animal. A identidade do animal foi confirmada por meio de um chip que ele carrega. O casal tinha oferecido R$ 5 mil de recompensa pelo gato, que é laranja malhado.

Louis foi achado com um ferimento na cabeça, mas seu estado de saúde é bom. No começo da tarde, ele foi levado a um veterinário para exames.

Sumido no desembarque

Na sexta-feira passada, Elaine e Zuntini vinham de um voo de Dallas, nos Estados Unidos, e, ao pegarem a bagagem, perceberam que a gaiola do felino estava vazia.

“Quando descemos da aeronave, perguntamos pelo nosso gato e nos mandaram esperar na esteira por onde vêm as malas. Após quatro horas, apareceu a gaiola, mas quebrada e sem ele dentro”, contou Elaine. “Ele dormia no nosso colo todo dia. Ficava com a gente o tempo todo”, afirmou Zuntini.

Os tutores pediram ajuda à Polícia Federal (PF) e conseguiram entrar na pista. Lá, ouviram relatos de que o gato fugiu assim que um funcionário abriu a porta da aeronave.

Casal criou página no Facebook para ajudar a localizar Louis. (Foto: Reprodução/Facebook)
Casal criou página no Facebook para ajudar a localizar Louis. (Foto: Reprodução/Facebook)

O casal decidiu divulgar a história nas redes sociais e criou a página “Procurando Louis” no Facebook. A tutora conta que, após a repercussão, a American Airlines começou a ajudar a procurar o felino. Após uma reunião com a empresa aérea e o GRU Airport, empresa que administra Cumbica, eles tiveram acesso às câmeras de segurança e conseguiram traçar um possível caminho que o gato teria feito.

Em nota, a American Airlines lamentou o ocorrido e se comprometeu a resolver o caso.

Fonte: G1

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Finalmente estão dando mais atenção à casos como esses. Eles são responsáveis pelos passageiros, sejam eles de que espécie sejam. Bicho meu não viaja de avião.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>