• Home
  • Associação Protetora de Animais constata maus-tratos e realiza resgate em feira de Brumado (BA)

Associação Protetora de Animais constata maus-tratos e realiza resgate em feira de Brumado (BA)

0 comments

Um cachorro foi encontrado com a pata quebrada / Destaquebahia / Fotos: Emanuel Fernandes
Um cachorro foi encontrado com a pata quebrada / Destaquebahia / Fotos: Emanuel Fernandes

Na manhã desta quinta-feira (25), por volta das 11:40h a Associação Protetora de Animais, juntamente com algumas ONGs de Brumado foram verificar uma feira de animais que estava sendo realizada em um prédio no Bairro das Flores na Avenida Mestre Eufrásio, por pessoas que vieram de outras cidades. Segundo um dos responsáveis pela Associação, algumas denúncias afirmavam que os animais que estavam dentro do prédio sofriam maus-tratos. Uma equipe da associação e componentes de algumas ONGs foram até o local e comprovaram a veracidade das denúncias.

Os protetores de animais mantiveram um diálogo com um dos proprietários que se manteve irredutível e não quis entregar os animais. A Associação não teve outra opção a não ser acionar a polícia para que os animais fossem resgatados e conduzidos à delegacia local para que as medidas cabíveis fossem tomadas.

Vários cães sem raça definida estavam dentro de caixotes de papelão
Vários cães sem raça definida estavam dentro de caixotes de papelão

Em entrevista ao Destaquebahia, Paulo Esdras um dos membros da Associação, falou a respeito das denúncias recebidas: “Nós averiguamos a veracidade das denúncias tiramos fotos, realizamos filmagens e comprovamos que os animais que estavam ali sofriam de maus-tratos. O local é muito quente não existe ventilação, nós constatamos que eles não tinham autorização para realizar a feira de animais e não existia nenhum registro de vacina. Nós observamos também vários cães sem raça definida e um até com uma pata quebrada, este foi levado por uma das ONGs para ser tratado e doado posteriormente” disse.

Um senhor que solicitou reserva de identidade, disse que trabalha perto do local onde estava sendo realizada a feira e disse que os animais sofriam maus-tratos. “Eu trabalho próximo ao prédio e não suportava o mau cheiro, o que realmente comprova que os animais estavam sofrendo e precisavam ser resgatados, parabéns para os componentes da Associação e das ONGs”, concluiu. Um dos proprietários foi conduzido até a delegacia e a Associação Protetora de Animais e as ONGs registraram boletim de ocorrência por maus-tratos. O Destaquebahia tentou ouvir um dos proprietários, mas ele disse não ter nada a declarar. De acordo a Lei Federal 9.605/98 – dos Crimes Ambientais, praticar maus-tratos a animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos a pena de detenção é de três meses a um ano, e multa.

Fonte: Destaquebahia

 

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. O que passam esses animais. Como se fossem um monte de jornal velho; que podem ser submetidos a toda “sorte” de atos sem que punições sejam realmente aplicadas.

  2. Parabéns para que fez a denúncia. Isso é muito importante.
    Fiquem de olho, pois vão dar um jeito de irem para outros lugares

  3. As pessoas que fazem isto com estes bebezinhos deveriam ficar presos, no mínimo alguns meses numa cela com trocentos outros presos para sentirem um pouquinho do que estes pobrezinhos passam. E ainda pensar que tem outros que compram – alguns na boa intenção de dar um lar e carinho a estes seres inocentes, mas infelizmente, alimentamos a exploração.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>