• Home
  • Cartilha do MEC incentiva crianças a maltratar animais

Cartilha do MEC incentiva crianças a maltratar animais

0 comments

Por Marli Delucca (em colaboração para a ANDA)

cartilha

O material que envolve morte de animais em rituais folclóricos é distribuído pelo Governo Federal através do MEC Ministério da Educação, as crianças do ensino fundamental do Brasil.

Dentro do kit folclórico, vários itens como o “Livro do Mestre”, dirigido a uma criança de seis anos, algumas receitas de magia negra como o“Feitiço para transformar criança em passarinho”:

Ingredientes: penas de pássaro preto, água benta e uma colher de alpiste. Antídoto: o feitiço dura apenas uma hora e não há antídoto para ele. Melhor esperar passar o tempo.

Modo de fazer: arranque as penas do pássaro preto enquanto ele estiver cantando. Use um pequeno caldeirão para misturar a pena, um pouco de água benta e uma colher de alpiste.

Enquanto mexe, repita: passarinho quer pousar, não deu, quebrou a coluna”. O livro continua, observando o que seria a reação ao feitiço: “Você começará a sentir coisas estranhas. Lembre-se de fazer isso ao ar livre, para poder voar com segurança.”

A denuncia foi feita pelo deputado estadual de Goiás, Fábio Sousa (PSDB), em sessão plenária no último dia 26 de agosto, onde ele descreveu;

“Existe uma cartilha que conta a história de um bebê que mata sua família com uma faca. Além disso, dentro do kit vem uma diadema com chifres, um chapéu de bruxa com peruca e unhas de mentira e cálice de caveira, na qual a professora deveria usar ao ler as histórias de terror. O que mais me assusta é que se trata de um material voltado para crianças de seis, sete anos, chancelado pelo Ministério da Educação. Isto não tem nada a ver com folclore brasileiro e é inclusive algo que ofende diversas crenças religiosas, seja a católica, a evangélica, a espírita ou a umbanda”, disse o deputado.

O trecho do “Livro do Mestre”, que incentiva a crueldade com os animais foi lido na tribuna pelo deputado Simeyzon Silveira (PSC), mostrando também sua indignação. Esse livro é um perigo e uma afronta a sociedade e o MEC deveria rever sua distribuição nas escolas”, declarou.

Os deputados presentes em plenário se mostraram chocados e surpresos com a denúncia, principalmente após analisarem o conteúdo do kit, mostrando apoio a Fábio Sousa, no que diz respeito na luta contra esse material. “É um absurdo esse tipo de material ser vinculado ao aprendizado de crianças dessa idade”, reforçou Luiz Carlos do Carmo (PMDB).

O autor da denúncia, Fábio Sousa, manifestou total apoio ao requerimento proposto e pela retirada do Kit não só de todas as escolas públicas de Goiás, mas sim do Brasil. “Vale salientar que a culpa não é de nenhuma prefeitura. É do Governo Federal, através do Ministério da Educação, que aprovou e distribui este material. Novamente, mais um vacilo absurdo do Governo Federal”, salientou o deputado.

E o que você pode fazer

1- Contatar o seu vereador, o seu deputado estadual ou federal e o seu senador para que esse material seja recolhido das escolas.

2- Empreste sua voz a quem não pode se defender – Alô Senado, por telefone 0800-612211

As penas para os crimes de maus-tratos contra animais constitui o assunto que a população mais tem encaminhado manifestações aos senadores.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>