• Home
  • Prefeitura investiga maus-tratos contra animais em canil de Cruzeiro (SP)

Prefeitura investiga maus-tratos contra animais em canil de Cruzeiro (SP)

0 comments

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Secretaria de Saúde de Cruzeiro investiga supostos maus-tratos contra animais em um canil localizado no bairro Batedor que mantém convênio com a prefeitura. A apuração teve início após denúncias feitas nas redes sociais por um grupo de proteção aos animais. Técnicos da Vigilância Epidemiológica e Sanitária estiveram na tarde de segunda-feira (15) vistoriando as instalações do canil, que abrigaria cerca de 80 animais, e detectaram infraestrutura precária e a falta de alimentos.

Segundo uma das responsáveis pelo Grupo Protetores de Animais de Cruzeiro, May Melow, também foram encontrados animais sujos e com feridas pelo corpo. “Vimos cães machucados, magros e até com tumores. Entramos no canil e encontramos uma situação pior do que imaginávamos, com baias totalmente sujas, um cheiro insuportável. Além disso, também nos deparamos com animais feridos de brigas, animais com bicheiras, pulgas e carrapatos”, relata.

A protetora dos animais conta ainda que medicamentos vencidos eram armazenados no canil e usados nos cães. “Uma situação lastimável. Um cachorro com ossos expostos devidos a miíases, cadelas prenhas e cães muitos magros. Também vimos medicamentos vencidos desde 2010 e armazenados incorretamente, em meio à sujeira e ratos”, diz.

May conta que antigamente o canil abrigava 200 cães e agora não passam de 80 animais no local. O grupo de proteção chegou ao local após denúncias de que os cães seriam deixados sem água e comida. “Chegamos arrasadas de lá. A situação era bem pior do que as relatadas”, conta.

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Cruzeiro informou que a Secretaria de Saúde deve emitir parecer sobre a visita dos técnicos. “O secretário de Saúde determinou, em urgência, que as equipes fossem ao canil para vistoriar a situação. Nesta terça-feira (16), o secretário convocou reunião com a Vigilância Epidemiológica e Sanitária para determinar providências.”

Fonte: Meon

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>