• Home
  • Anúncios no metrô de São Francisco pedem que as pessoas deixem de consumir leite para economizar água

Anúncios no metrô de São Francisco pedem que as pessoas deixem de consumir leite para economizar água

0 comments

Por Patricia Tai (da Redação)

"Você ama a sua mãe? Ele também. Como as pessoas, as vacas devem ter bebês para produzir leite. A indústria de leite leva filhotes como Milo para longe de suas mães para que as pessoas possam beber o leite". Foto: FFAC
“Você ama a sua mãe? Ele também. Como as pessoas, as vacas devem ter bebês para produzir leite. A indústria de leite leva filhotes como Milo para longe de suas mães para que as pessoas possam beber o leite”. Foto: FFAC

Foi declarada uma situação de emergência na Califórnia (EUA), devido à seca. Moradores estão enfrentando multas por regar os gramados de suas casas, e estão sendo convocados para reduzir ao máximo o uso da água sempre que possível. No entanto, o que pouca gente sabe é que esses métodos de economia de água têm um efeito irrisório, diante de problemas maiores e pouco divulgados.

Ocorre que há outro fator a ser responsabilizado pelo consumo dos tão necessários e escassos recursos hídricos do estado, e ele não está nos gramados das casas, mas sim nos animais sendo criados para consumo humano. Pelo terceiro ano consecutivo, a Factory Farming Awareness Coalition (FFAC) tem recebido um subsídio para ajudar a espalhar a informação quanto ao papel que a indústria de laticínios da Califórnia desempenha no problema da seca.

A FFAC publicou anúncios no sistema de transporte metroviário de San Francisco (Bay Area Rapid Transit – BART). As inteligentes peças publicitárias informam o público sobre a quantidade de água necessária para produzir os derivados de leite que eles compram mais frequentemente. As informações são do One Green Planet.

Um anúncio diz: “Você pode economizar a mesma quantidade de água deixando de tomar um galão de leite (1 galão = 3,78 litros) ou 27 banhos. Todos nós preferiríamos que você tomasse banho”.

"Você pode economizar a mesma quantidade de água deixando de tomar um litro de leite ou 27 banhos", diz um dos anúncios da FFAC no metrô de San Francisco. Foto: FFAC
“Você pode economizar a mesma quantidade de água deixando de tomar um galão de leite ou 27 banhos”, diz um dos anúncios da FFAC no metrô de San Francisco. Foto: FFAC

Conforme matéria recente publicada pela ANDA , um estudo atual revelou que são necessários 5.700 litros de água para se produzir um litro de leite.

Apesar da campanha feita pela FFAC ser focada na indústria de laticínios, vale lembrar que a mesma não é a única responsável por um incomensurável consumo de água. A indústria da carne é ainda pior: o mesmo estudo da matéria citada aponta que, para cada quilo de carne produzido, são necessários 14.188 litros de água.

E por fim, é importante ressaltar que, nos últimos anos, o período prolongado de seca não é exclusivo da Califórnia, mas de boa parte do globo, como, por exemplo, no estado de São Paulo. E que as informações sobre o descabido consumo de água para a produção de leite e carne são válidas também para o mundo todo. A verdade é que já não existe água suficiente no planeta, e provavelmente nunca mais haverá – dadas as alterações climáticas pelo aquecimento global – para sustentar o consumo de animais para a alimentação humana.

Cartaz da One Green Planet mostra informações sobre quantidades de água necessárias para criar e matar animais para consumo humano. No gráfico amarelo, nota-se a exorbitante quantia de água destinada à agropecuária (93%). Foto: OGP
Cartaz da One Green Planet mostra informações sobre quantidades de água necessárias para criar e matar animais para consumo humano. No gráfico amarelo, nota-se a exorbitante quantia de água destinada à agropecuária (93%). Foto: OGP

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>