• Home
  • Ativistas marcam manifestações antitourada em Viana do Castelo, Portugal

Ativistas marcam manifestações antitourada em Viana do Castelo, Portugal

0 comments

A associação Animal e um grupo de ativistas anunciaram hoje a realização de manifestações no domingo, em Viana do Castelo, contra a corrida de touros marcada por um movimento local de aficionados.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A marcação dos protestos surge na sequência da autorização do Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga (TAFB), hoje anunciada por um grupo pró-touradas, para a montagem de uma arena para a corrida de 07 de setembro, após a recusa do município.

A Animal está a convocar, através das redes sociais, ativistas antitouradas para uma ação de sensibilização e vigília, domingo, a partir das 18:00, em frente à estação de caminho-de-ferro da cidade, lê-se no apelo lançado pela associação de defesa dos animais e hoje consultado pela Lusa.

A associação de defesa dos animais, que em 2009 elaborou a moção aprovada pela Câmara de Viana do Castelo, então presidida por socialista Defensor Moura, que proibiu a realização de touradas no concelho, pede aos manifestantes que enverguem roupa preta.

O objetivo, explicou, é “simbolizar pesar pelo fato de se realizar mais uma tourada naquela que foi declarada a primeira cidade antitouradas em Portugal”.

Também um grupo de ativistas local que reclama o fim das touradas em Viana do Castelo anunciou hoje a realização de uma concentração pacífica para domingo, às 16:00, próximo do local onde está prevista a realização de uma corrida de touros, num terreno privado em Darque.

“Um grupo de cidadãos irá deslocar-se ao local da tortura animal, em Darque demonstrando pacificamente o seu desagrado. Já informamos a Câmara de Viana da intenção de procedermos a essa concentração”, afirmou à Lusa Ana Macedo a porta-voz.

Contactado hoje à tarde pela agência Lusa, o presidente da Câmara de Viana do Castelo afirmou não ter sido notificado da decisão judicial. José Maria Costa remeteu para quinta-feira declarações sobre o assunto, depois de analisar os fundamentos da decisão do TAFB.

Em causa está a instalação de uma praça amovível, num terreno privado situado junto à antiga empresa de pescas de Viana, conhecida localmente como Seca do Bacalhau, em Darque.

É neste local que o grupo pró-touradas quer promover, no domingo, uma corrida de touros que inicialmente chegou a estar prevista para 24 de agosto.

O adiamento para 07 de setembro ficou a dever-se à “rejeição liminar”, pela autarquia, do pedido de licenciamento para a montagem da estrutura, alegando “incumprimento formal do processo”.

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: RTP

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>