• Home
  • Consema aprova criação de unidade de conservação para tatu-bola em Pernambuco

Consema aprova criação de unidade de conservação para tatu-bola em Pernambuco

0 comments

tatu

O Conselho de Meio Ambiente de Pernambuco (Consema) aprovou, nesta sexta-feira (29), o projeto que institui o Refúgio da Vida Silvestre Tatu-Bola, na caatinga, entre os municípios de Lagoa Grande, Santa Maria da Boa Vista e Petrolina. O espaço tem uma extensão de 110 mil hectares e corresponde a maior área de preservação ambiental do estado.

Após duas consultas públicas, a reunião definitiva aconteceu na sala de reunião dos Conselhos Superiores da Universidade do Vale do São Francisco, em Petrolina. A nova unidade de conservação de proteção integral é a primeira a homenagear o animal.

De acordo com o secretário estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, que também preside o Consema, Carlos Cavalcanti, a iniciativa permitirá a realização de mais ações de proteção e recuperação da caatinga a partir do Plano de Manejo, que ainda deverá ser elaborado, e do desenvolvimento dos arranjos produtivos locais sustentáveis na região.

Toda a área mapeada apresenta espécies endêmicas, raras, vulneráveis e ameaçadas de extinção, como o próprio tatu-bola. Também há pombais, redutos de ninhos feitos diretamente no solo da caatinga, que indica a necessidade de conservação do ambiente frágil.

A proposta é uma iniciativa da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado (Semas), Agencia Estadual de Meio Ambiente (CPRH), e Universidade do Vale do São Francisco (Univasf). Até 2012, não existia uma unidade de conservação da caatinga no estado. A meta para este final de ano é criar mais 11 no semiárido pernambucano, incluindo a nova UC Tatu-Bola.

Fonte: Diário de Pernambuco

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>