• Home
  • Angra (RJ) fará convênio com ONGs para cuidar de animais abandonados

Angra (RJ) fará convênio com ONGs para cuidar de animais abandonados

0 comments

A Prefeitura de Angra dos Reis, por meio da Secretaria de Saúde, realiza mais uma ação para minimizar o abandono dos cachorros de Angra dos Reis. Além do projeto de castração, o Executivo fará um convênio com as ONGs protetoras dos animais para que elas possam abrigar uma parcela dos animais abandonados na rua. A conversa aconteceu na manhã de terça-feira, dia 26, com a presença da prefeita Conceição Rabha, e o acordo será firmado depois que a documentação das entidades estiver pronta.

– Estamos estudando dois locais para a construção do abrigo, que será de competência da Secretaria de Meio Ambiente, mas enquanto isso não se resolve, vamos firmar parceria com vocês para que possam nos ajudar a cuidar dos animais abandonados – disse a prefeita Conceição, dirigindo-se a representantes de ONGs.

A reunião no Salão Nobre reuniu, além de representantes das ONGs protetoras dos animais, a secretária de Saúde, Ana Cláudia Marinho, os membros do grupo executivo da Saúde, Mirian Mouzinho e André Farias, o diretor de Vigilância Ambiental, Romário Aquino, a médica veterinária do setor de Zoonoses, Ana Paula Borba e o presidente do Conselho de Saúde, Beto Moreira.

A parceria contempla a reestruturação das ONGs, incluindo reforma, construção de equipamentos e estrutura necessária para o conforto dos animais.

– Queremos uma solução a curto prazo, por isso estamos auxiliando as ONGs, enviando nossos técnicos para avaliar e explicar os critérios para que elas estejam aptas à realização do convênio com a Prefeitura de Angra – explicou a secretária de Saúde, Ana Cláudia Marinho.

CENTRO DE ZOONOSES

A prefeita adiantou, também, que está trabalhando para que a construção do Centro de Zoonoses aconteça em 2015. O local não será um canil, mas sim uma área de saúde pública, que terá como atribuição prevenir e controlar as zoonoses (como raiva e o calazar, além da dengue e doença de chagas), desenvolvendo sistemas de vigilância ambiental e epidemiológica.

– Não é atribuição da Secretaria de Saúde o abrigo de animais. O que fazemos é um trabalho para evitar que a população dos cães abandonados cresçam. Mesmo assim, nós cuidamos deles e nos preocupamos em dar um lar digno aos que estão nas ruas, abandonados pelos tutores. Por isso, essa parceria com as ONGs é fundamental – frisou Romário Aquino, diretor de Vigilância Ambiental.

CASTRAÇÕES

Desde o início do mês, cerca de 150 animais já foram castrados nas duas clínicas veterinárias que atenderam ao chamamento público da Secretaria de Saúde. São atendidos nessas duas clínicas cães cujos tutores estejam inscritos em algum programa social do governo federal, ou animais de ONGs que já foram previamente cadastrados pelo setor de Zoonoses da Secretaria de Saúde.

Dúvidas ou informações: (24) 3377-1594.

Fonte: Angranews

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>