• Home
  • Estudante correrá ultramaratona em homenagem ao seu cão que morreu

Estudante correrá ultramaratona em homenagem ao seu cão que morreu

2 comments

Everton em diferentes provas. Agora, vai encarar ultramaratona de 80km no XTerra (Foto: Arquivo Pessoal)
Everton em diferentes provas. Agora, vai encarar ultramaratona de 80km no XTerra (Foto: Arquivo Pessoal)

O estudante de educação física Everton Costa gosta de correr e treina pesado para aguentar as longas distâncias nas provas que participa. Morador de Itaboraí, interior do Rio, ele se preparava para fazer a corrida de montanha de 50km do X-Terra, mas decidiu aumentar o desafio como forma de homenagear o seu cachorro Juninho, que foi encontrado na rua e morreu recentemente de cinomose, uma doença viral que atinge os animais com sistema imunológico enfraquecido.

“Antes do meu cão ficar doente, estava treinando para completar a prova de 50km, mas no dia que tive de levá-lo para ter sua morte induzida no veterinário eu prometi que iria buscar os 80km e aumentar o meu desafio. Todo o meu sacrifício durantes os treinos e na prova seria em sua homenagem. Cada gota de suor e dor, abdicação da vida social nesse período e esforços seriam dedicados ao meu grande amigo. Será a minha primeira ultramaratona, pois o meu máximo foi 60km”, contou Everton.

Juninho foi abandonado no terreno ao lado da casa de Everton quando ainda era um filhote. A princípio, a família de Everton queria doá-lo, pois já tinham uma cadela em casa e não queriam outro animal doméstico. Por não terem encontrado um tutor, acabaram se afeiçoando ao cão e ficaram com ele.

“Ele era muito bagunceiro e na época comia todos os chinelos, rasgou o sofá, mexia no lixo, mas era muito carinhoso também. Depois de quatro anos de muita felicidade vivendo conosco, ele pegou essa doença que afeta toda a parte física e mental do cachorro. Foram quase três meses de sofrimento, cuidei dele durante todo o tempo, fizemos tudo para salvá-lo, mas não dava mais para vê-lo sofrer. Ele era mais do que um cão, era um verdadeiro amigo”.

Para fazer bonito no desafio, Everton vem treinando de quatro a cinco vezes por semana, com distâncias médias de 20km e uma atividade mais longa aos domingos. Um total de 120km semanais neste período de preparação.

“Minha motivação em correr provas de distâncias longas é a questão da superação. Tem momentos durante a prova em que temos de suportar a dor, manter a concentração e saber qual estratégia usar, saber em qual momento podemos aumentar o ritmo, se hidratar e comer. Poucas pessoas têm coragem de tentar realizar uma prova dessas, pois exige muito”, frisou.

Everton com Juninho: ultramaratonista vai  homenagear o seu companheiro (Foto: Arquivo Pessoal)
Everton com Juninho: ultramaratonista vai homenagear o seu companheiro (Foto: Arquivo Pessoal)

O evento de cross country, que será disputado em Mangaratiba (Costa Verde), litoral sul do Rio de Janeiro, neste fim de semana (9 e 10 de agosto), receberá três mil atletas em provas de triatlo, endurance nas distâncias de 50 ou 80km, corrida noturna de 7 e 21km e corrida kids para crianças de 1 a 14 anos. Além dos percursos desafiadores, os atletas ainda terão o contato com a natureza e um visual incrível como motivação extra.

Fonte: Globo Esporte

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Estarei torcendo por você nesta maratona. Com certeza vai ser muito bem sucedido na maratona e na sua vida porque pessoas como vc são vitoriosas de qualquer maneira Parabéns.

  2. Força Everton! Tenho uma cachorrinha que adotei há um mês e estamos na batalha contra esta doença. Pelo Juninho e todos os animais!

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>