• Home
  • Moradora cuida de 250 gatos abandonados em Três Lagoas (MS)

Moradora cuida de 250 gatos abandonados em Três Lagoas (MS)

0 comments

Terreno foi todo cercado para evitar a fuga dos bichanos ( Foto: Elias Dias)
Terreno foi todo cercado para evitar a fuga dos bichanos ( Foto: Elias Dias)

Quem chega à casa da dona Iracema Bernardo, no bairro JK, quase não acredita na quantidade de animais que ela tutela. No total, são três cães, e cerca de 250 gatos, das mais variadas raças (quando existem), tamanhos e idades.

Segundo Iracema, a paixão por animais sempre existiu. Entretanto ao ver muitos destes animais abandonados pelas ruas, ela decidiu montar o seu próprio gatil. No começo eram poucos animais, porém logo a coisa foi crescendo, e outras pessoas também começaram a levar os bichanos para a casa da aposentada. A casa possui um grande terreno, diversas árvores frutífera e comida farta, o que fez com que até mesmo gatos já domesticados passassem a visitar o local, quase que diariamente.

Em meio a tantos animais, Iracema relata que grande parte do seu dia, é dedicado ao trato com os animais. “Alguns chegam aqui em péssimo estado. Muita gente não tem coração e não os tratam da forma correta, temos aqui animais doentes por conta da falta de zelo. Então eu fico por várias horas cuidando deles, e fazendo o necessário para garantir a recuperação de todos”, afirmou à aposentada, que tem até uma pequena enfermaria no local.

Para um sono tranquilo, em outro quartinho no quintal, a mulher apaixonada pelos animais providenciou diversas camas com colchões e almofadas onde eles descansam tranquilamente, sem preocupação com o tempo. Em relação à comida os animais não têm do que se queixar, durante várias horas do dia, ração é colocada em diversos pontos do terreno, para que até os animais mais ariscos possam fazer suas refeições.

Para colocar tudo isso em ordem e manter a higiene, dona Iracema conta com ajuda de um jovem, que colabora com a limpeza e organização do local, voluntariamente.

Dificuldades

No entanto, ela precisa de mais ajuda para manter o gatil. Por conta do grande número de animais deixados principalmente por pessoas que passam nas ruas, hoje ela enfrenta problemas financeiros. “Muita gente passa na rua e joga os animais aqui, eu já tenho muitos gatos na casa, mas mesmo assim eu acabo pegando para não deixa-los morrerem, mas hoje a situação está complicada, preciso de ajuda para manter o gatil”, contou a aposentada que não recebe nenhuma ajuda pública.

Iracema ressalta a colaboração que recebe de alguns comerciantes da cidade. “Eu tenho sim alguma ajuda, principalmente em descontos na compra de rações e também no pagamento do funcionário que trabalha diariamente aqui comigo, mas isso ainda é pouco”, contou Iracema.

A aposentada diz que hoje a principal ajuda que necessita, é com medicamentos para o tratamento pelo qual alguns animais estão passando e também para a compra de ração. “Hoje nós temos um custo muito elevado com remédios, mesmo ganhando desconto por parte das veterinárias, nós precisamos de mais colaboração, então qualquer ajuda é muito bem vinda”, disse Iracema.

Quem tiver interesse em ajudar ou conhecer de perto o gatil, pode agendar uma visita através dos telefones, (67) 9216 8070 ou 8451 9273.

Fonte: Jornal do Povo de Três Lagoas

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>