• Home
  • Emissão de passaporte para cães e gatos completa quatro meses

Emissão de passaporte para cães e gatos completa quatro meses

0 comments

Viajar com o animal doméstico para o exterior ficou mais prático. Desde março deste ano, o passaporte para cães e gatos está sendo emitido pelas Unidades da Vigilância Agropecuária (Vigiagro), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e já atinge o objetivo de tornar as viagens para o exterior menos burocráticas. Só no Distrito Federal já foram emitidos 26 passaportes, 10 para gatos e 16 para cães.

A iniciativa, que já é adotada na União Européia, visa a agilizar o embarque do animal e proporcionar ao tutor mais segurança, reduzindo, por exemplo, as chances de um cão ou gato ser sequestrado, perdido ou mesmo de embarcar com alguma doença contagiosa, pois no passaporte estão reunidas as informações mais importantes do animal. O documento poderá substituir o atual Certificado Veterinário Internacional (CVI) e é válido em todos os países do Mercosul. Entrentanto, o passaporte não é obrigatório.

Os interessados em tirar o documento devem procurar primeiro um veterinário em um estabelecimento especializado para implantar o microchip no animal. Isso possibilitará a identificação em qualquer país. O objeto tem o tamanho de um grão de arroz e fica sob a pele do animal.

Para tirar o passaporte é preciso ir até uma das unidades do Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro), situadas nos aeroportos, portos e postos de fronteira nos estados.

Para fazer o requerimento, é preciso levar um documento de comprovação de aplicação do microchip, atestado de saúde do animal e documentos de identificação e comprovante de residência do tutor. O animal deve ir junto com o tutor para a solicitação. O passaporte terá validade vitalícia. A cada nova viagem, as informações sanitárias devem ser atualizadas.

O passaporte conterá informações como o nome e endereço do tutor; a descrição do animal; nome, espécie, raça, sexo, pelagem e data estimada de nascimento; número de identificação eletrônica do animal (microchip); dados de vacinação e exame clínico fornecidos por médico veterinário. O documento é expedido nos idiomas português, inglês e espanhol.

Fonte: Monitor Digital

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>