• Home
  • Exame revela que golfinhos fêmeas mortas em Peruíbe (SP) estavam grávidas

Exame revela que golfinhos fêmeas mortas em Peruíbe (SP) estavam grávidas

1 comments

Fêmeas encontradas dias antes também estavam grávidas (Foto: Thiago Nascimento / Arquivo Pessoal)
Fêmeas encontradas dias antes também estavam grávidas (Foto: Thiago Nascimento / Arquivo Pessoal)

Dois golfinhos fêmeas foram encontrados mortos nesta quarta-feira (2) em uma praia da cidade de Peruíbe, no litoral de São Paulo. As fêmeas estavam grávidas e a causa das mortes foi afogamento. A confirmação aconteceu após uma necrópsia ter apontado que ambos os animais possuíam água no pulmão. O caso é similar ao do dia 25 de junho, quando sete golfinhos foram encontrados mortos no mesmo local após terem se afogado.

O biólogo do Aquário de Peruíbe, Thiago Nascimento, afirma que os dois animais foram encontrados próximo ao local onde os outros sete golfinhos estavam, na Praia das Ruínas, próximo à divisa com a cidade de Itanhaém. “Fizemos a necrópsia, mas já tínhamos uma noção do motivo das mortes porque haviam algumas marcas nas nadadeiras que pareciam sinais de que o animal havia se enrolado em alguma rede de pesca”, diz o biólogo.

Golfinhos foram encontrados mortos na cidade de Peruíbe, SP (Foto: Thiago Nascimento / Arquivo Pessoal)
Golfinhos foram encontrados mortos na cidade de Peruíbe, SP (Foto: Thiago Nascimento / Arquivo Pessoal)

O exame acabou constatando que a morte ocorreu por afogamento. “Infelizmente essas duas fêmeas também estavam grávidas então a perda foi maior ainda. Fizemos uma denúncia junto à Polícia Ambiental para tentar entender o que está acontecendo e posteriormente tentaremos realizar uma ação junto à população para conscientizar sobre os métodos de pesca”, conclui.

Fonte: G1

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. eu moro em peruibe, e o povo ate sabe quem eh o cidadao que estica uma rede enorme no local, acontece que as autoridades nao tomaram e dificilmente irao tomar alguma providencia, como ja dito na noticia nao eh nem a primeira vez que isso acontece, e num curto espaço de tempo

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>