• Home
  • Projeto exige sensor em veículos que capte presença de crianças e animais

Projeto exige sensor em veículos que capte presença de crianças e animais

0 comments

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 6040/13 que exige que os novos veículos automotores sejam equipados com sensor sonoro capaz de captar a presença de crianças e animais domésticos, quando esquecidos em seu interior pelo condutor. Atualmente, esse dispositivo não consta da lista de equipamentos obrigatórios dispostos no Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503/97).

De acordo com o autor da proposta, deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), o número de crianças esquecidas no interior dos veículos tem aumentado consideravelmente. Para ele, “a vida estressante dos grandes centros urbanos aliada à correria do dia a dia contribui para essa estatística”. O deputado citou caso ocorrido em junho de 2013, em Cuiabá, quando uma professora esqueceu a filha de três anos no interior do carro. A criança morreu após ficar mais de quatro horas trancadas.

O projeto prevê ainda que os veículos novos ficam obrigados a sair da fábrica com farol automático, que será ligado concomitante à partida do automóvel. Segundo Leitão, trata-se de uma alternativa para evitar possíveis esquecimentos, chamando atenção dos condutores e tentar diminuir o número de acidentes.

A proposta será analisada em conjunto com o PL 6755/13. Os projetos tramitam em caráter conclusivo nas comissões de Viação e Transportes e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Paraíso Web

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Se a causa não for uma anomalia grave de memória no tutor (coitado), o motivo do esquecimento é que o ser vivo (criança ou animal) está sendo considerado como segunda ou terceira prioridade já que os compromissos profissionais inadiáveis e sagrados são a primeira. Já dizia minha avó “que a corda arrebenta pelo lado mais fraco”,isto é o lado classificado como segunda e terceira prioridade que na hora do sufoco, da correria e da pressa é e continuará sendo quem vai “pagar o pato” com a vida.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>