• Home
  • Onças estão sendo alimentadas por empresas de turismo para garantir aos visitantes a observação do animal

Onças estão sendo alimentadas por empresas de turismo para garantir aos visitantes a observação do animal

0 comments

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

O Ministério Público Federal (MPF) em Mato Grosso do Sul recomendou às Fundações de Turismo e de Meio Ambiente de Corumbá (MS) o fim da prática de “ceva” de animais silvestres no Pantanal Sul-Mato-Grossense. Onças-pintadas estariam sendo alimentadas por empresas de turismo para garantir aos visitantes a observação do animal. A prática configura crime ambiental.

A irregularidade foi denunciada pelo Instituto Homem Pantaneiro, que apresentou vídeos que comprovam a “ceva” das onças – situação que estaria acontecendo também com as ariranhas –, no trecho que vai da parte urbana de Corumbá até Porto Jofre, no Pantanal Norte.

Segundo o pesquisador da Embrapa/Pantanal Walfrido Tomás, dar comida aos animais afeta a organização natural da espécie e aumenta os riscos de ataque. “Quando a onça perde o medo da aproximação humana, pode atacar, culminando em graves acidentes”.

Na recomendação encaminhada, o Ministério Público Federal orienta a realização de trabalho conjunto entre as Fundações de Turismo e de Meio Ambiente para interromper e coibir a ”ceva” de animais silvestres e alertar as empresas de turismo que a conduta pode resultar em responsabilização administrativa e criminal.

Campanha de conscientização também deve ser realizada no município para desestimular a prática ilegal e alertar os turistas dos riscos da atividade.

Fonte: Correio do Estado

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>