• Home
  • Exército polonês anuncia fim da exploração de animais em treinamentos

Exército polonês anuncia fim da exploração de animais em treinamentos

0 comments

Por Vinicius Siqueira (da Redação)

porco
Foto: Care2

Segundo reportagem do PETA, as Forças Armadas Polonesas anunciaram que não irão mais utilizar animais vivos em treinamentos para simulação de traumas de combate. As informações são do One Green Planet.

Treinamentos deste tipo envolvem a multilação deliberada de cabras e porcos, para que os militares fiquem preparados para atender os ferimentos de outros soldados durante suas missões. Entretanto, esta forma de aprendizado é permeada de sofrimento e crueldade aos animais. Segundo o PETA, “estes exercícios bárbaros são conduzidos por muitas bases militares nos EUA e ao redor do mundo”.

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos é conhecido por tomar parte destas práticas cruéis. Contudo, o Centro para Cuidados de Traumas e Habilidade de Prontidão das Forças Aéreas, o Centro de Treinamento de Traumas da Marinha e a Escola de Medicina em Combate de Fort Campbell, do Exército dos Estados Unidos, não utilizam animais nos programas de treinamento, pois optaram por sofisticados simuladores. A Escola de Medicina documentou publicamente que “treinar com simuladores é mais realístico para proporcionar cuidados a uma pessoa do que treinando em animais”.

Organizações de defesa animal nos Estados Unidos comentam que os simulares “promovem a oportunidade para estudantes e militares ganharem familiaridade e conforto com os procedimentos médicos de forma ilimitada. Dado a diferença entre a anatomia animal e humana, os manequins oferecem um realismo anatômico e psicológico impressionante, quando comparado com animais vivos. Em adição, as vidas salvas a longo-prazo serão importantíssimas, quando comparado com a atual exploração de animais vivos”.

A decisão da Polônia em mudar suas práticas de abuso aos animais no programa de treinamento do exército prova que alternativas mais seguras e humanas estão à disposição para o uso. Apesar de já ser possível comemorar diversas vitórias da luta em defesa dos direitos animais, não se pode esquecer da exploração que porcos e cabras sofrem em bases militares pelos departamentos de defesa todos os anos em diversos países.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>