• Home
  • Vento de 72 km/h destrói cobertura de abrigo de animais em Campinas (SP)

Vento de 72 km/h destrói cobertura de abrigo de animais em Campinas (SP)

0 comments

A chuva e o vendaval que atingiram Campinas (SP) na noite desta sexta-feira (29) destruíram 25 estruturas de metal que fazem a cobertura das baias do abrigo Vale dos Amigos, da Associação Amigos dos Animais de Campinas (AAAC), na região norte da cidade. O local serve de abrigo para dois mil cães e cerca de mil gatos. De acordo com o Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), o temporal teve ventos de 72 km/h, às 19h.

Cobertura de metal de um abrigo de animais em Campinas foi destruída pela chuva (Foto: Flávio Lamas/Divulgação)
Cobertura de metal de um abrigo de animais em Campinas foi destruída pela chuva (Foto: Flávio Lamas/Divulgação)

O presidente da associação, Flávio Lamas, estima que o prejuízo é de cerca R$ 20 mil. Nenhum dos cerca de três mil animais sofreu lesões e todas as estruturas terão de ser trocadas.

Galho de árvore cai sobre cobertura de baias em abrigo de animais em Campinas (Foto: Flávio Lamas/Divulgação)
Galho de árvore cai sobre cobertura de baias em abrigo de animais em Campinas (Foto: Flávio Lamas/Divulgação)

Segundo o presidente, o vento atingiu a lateral direita do abrigo e retirou completamente seis caletões, que bateram em outros 19, causando a destruição deles. Além disso, o galho de uma árvore caiu e atingiu a cobertura.

Os funcionários que estavam no abrigo iniciaram o cuidado aos animais e chamaram reforço. A operação para retirada dos destroços foi feita por seis pessoas durante toda a noite. Os animais não tiveram de ser retirados, já que há casas cobertas com madeira dentro das baias. A chuva deste sábado (30), também não causou a retirada dos animais.

Cada estrutura de metal tem sete metros de comprimento e custa em torno de R$ 450, de acordo com o presidente. Lamas informou também que a cobertura será trocada já na segunda feira (2).

Além do custo do material, um guincho terá de ser contratato para fazer a instalação. Ao todo, 13 pessoas trabalham na manutenção das baias e cuidado aos animais. “Precisaremos levantar dinheiro para cobrir os gastos extras”, explica Flávio Lamas. Outras informações podem ser obtidas no site da instituição.

Fonte: G1

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>