• Home
  • Primeiro toureiro é condenado por abuso de animais na Espanha

Primeiro toureiro é condenado por abuso de animais na Espanha

3 comments

Por Simone Gil Mondavi (da Redação – Argentina)

Foto: divulgação
Foto: divulgação

O toureiro José Antonio Canales Rivera foi condenado após admitir os fatos, nesta segunda-feira (18), pelo Tribunal de Magistrados numero 1 de Puerto real, em Cádiz, como autor criminalmente responsável pelo crime de abuso animal, a pagar uma multa de 600 euros.

O ponto de partida foi uma denúncia apresentada pelo Observatório de Justiça e Defensa Animal, no Instituto de Meio Ambiente de Cadiz, na Espanha. Esta seria a primeira vez que um toureiro é condenado neste país por abuso animal. As informações são de Econoticias.

O caso remonta a fevereiro passado quando, em um dos blocos de um clube de equitação, na província de Cádiz, um cavalo sofreu múltiplas lesões em seu focinho. O animal apresentava ferimentos profundos com sangramento e com forma de meia lua, acima do seu nariz. De acordo com testemunhas presentes, as lesões foram a causa do uso das chamadas “serretas vivas” que são instrumentos exorbitantes de punição cruel fabricadas com pontas de ferro colocados diretamente sobre a pele do focinho do cavalo.

De acordo com especialistas, estes aparelhos oprimem violentamente o animal, de modo que ao menor movimento contrário à vontade do ginete, os dentes afiados de ferro são pregados no focinho do animal, uma área particularmente sensível com muitas terminações nervosas.

O Observatório de Justiça e Defensa Animal declarou o seguinte comunicado:

“Como defensores legais dos direitos animais, lamentamos que ainda no século XXI, os animais não gozam do respeito e consideração que merecem como seres vivos que são, mas ao mesmo tempo, celebramos que a sociedade em seu conjunto avance e está cada vez mais sensibilizada com o abuso de animais, de modo que o sofrimento dos animais não é indiferente, e se torna cada vez mais normal que os próprios cidadãos chamem a atenção das autoridades e das organizações de defesa animal como é nosso caso, quando existem episódios de possíveis maus-tratos e que foram testemunhas”.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Que absurdo!!! Realmente em pleno seculo XXI os responsáveis pelas leis em todos os países não se deram conta de ter leis rígidas para tal desmandos contra os animáis que não podem se defender. O valor da multa cobrada não representa nada mediante aos fatos. Prisão é o que merece esse cidadão, se é que se pode chama-lo assim.

  2. SO DINHEIRO NAO RESOLVE TERIA KE IR PRESO PRA KE KEIM SABE NA PRIÇAO SE LEMBRE DE TODOS OS MALTRATOS KE COMETEU CONTRAS ANIMAIS INOCENTES DESDE KE ELE NACEU ,MALTRATA OS ANIMAIS ,ESE CRAPULA ,AINDA NAO SE ARREPENDEU ,TENHO CERTEZA ///

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>