• Home
  • Porco canadense salta de caminhão de matadouro para uma vida nova

Porco canadense salta de caminhão de matadouro para uma vida nova

5 comments

Por Walkyria Rocha (da Redação)

Ele encontrou uma pequena abertura e pulou do caminhão em movimento que se dirigia para o matadouro. O seu objetivo final era ser engordado para o abate. (Foto: Reprodução)
Ele encontrou uma pequena abertura e pulou do caminhão em movimento que se dirigia para o matadouro. O seu objetivo final era ser engordado para o abate. (Foto: Reprodução)

Imagine que você é um pequenino porco de apenas um mês. Você foi tirado de sua mãe e jogado dentro de um caminhão sujo e cheio de outros porcos amontoados e que pisam uns sobre os outros. Você está assustado porque não entende o que está acontecendo. O que você faria?

A história de Yoda

Um porquinho que seguia pela estrada no Canadá, decidiu dar uma guinada em sua vida. Ele encontrou uma pequena abertura e pulou do caminhão em movimento que se dirigia para o matadouro. O seu objetivo final era ser engordado para o abate. O porquinho não entendeu que ele caiu em uma estrada com tráfego potencialmente perigoso. As informações são do Care2.

“As pessoas que estavam atrás do trailer viram o porquinho escapulir através de um buraco e cair na estrada”, disse o porta-voz da Sûreté du Québec, Joyce Kemp, conforme relatado pela CBS News de Montreal. Eles chamaram os policiais, que encontraram o rapaz caminhando ao longo da estrada. Ele tinha alguns hematomas e escoriações em seu focinho, devido ao esforço para conseguir abrir caminho para sair da traseira do caminhão. De todo jeito, ele conseguiu uma grande fuga e se manteve com boa saúde.

Kemp relata que a polícia entrou em contato com os agentes de controle de animais que encontraram um lugar para o porco em Wishing Well Animal Sanctuary (Santuário Animal Poço dos Desejos) ao norte de Toronto. Brenda Bronfman, fundadora do Santuário deu-lhe o nome de Yoda. “Ele adora ir para o colo das pessoas e ser abraçado. Ele é um anjinho”, disse Bronfman. “Há sempre alguém na fazenda, e ele só vai ser amado pelo resto de sua vida”.

A Verdade sobre Animais de Fazenda

Enquanto os defensores de animais estão celebrando esta pequena vitória, cabe lembrar que este cenário é raro para animais criados e destinados ao abate. Na verdade, ainda há um descompasso na maneira de pensar dos seres humanos que aplaudem a fuga de Yoda, mas que continuam a comer bacon e outros tipos de carne.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Legalmente, os animais criados para consumo humano têm menos direitos que os nossos animais domésticos, e esses têm pouquíssimos direitos. Animais de produção são considerados mercadorias – objetos – e não seres vivos, sencientes. Por quê? Assim, os seres humanos podem justificar a matança e consumo como moral e normal.

Há muito tempo os cientistas confirmaram que os porcos são mais inteligentes do que uma criança de três anos de idade. Será que alguém criaria uma criança para o abate e consumo? Esse pensamento é abominável. Então porque é correto o abate de animais inocentes para consumo? Tema para reflexão.

Considerando ser Vegan ou Vegetariano

A mudança é difícil. Muitos seres humanos rejeitam até mudanças de valores ideológicos, quase como uma reação instintiva. Mas, se os seres humanos realmente são os mais inteligentes entre as espécies da Terra, não devemos pensar em mudar a nossa dieta para não incluir carne?

Nunca é tarde demais para mudar. Se você está interessado em encontrar mais informação sobre o veganismo, pesquise online. Tente começar com “segundas-feiras sem carne”, como forma de transição para um estilo de vida mais humano. Muitas organizações como a própria ANDA, AHA (American Heart Association) e MFA (Mercy for Animals) têm informações e recomendações para a mudança de uma dieta carnívora para uma vegetariana, incluindo algumas receitas fascinantes e deliciosas.

Sim, Yoda está salvo. Ele gosta de viver sua vida naturalmente, em uma fazenda amorosa com outros animais para inspirar suas curiosidades e comportamentos naturais. Alguma vez você já se perguntou quantos Yodas há neste mundo. De todos aqueles porquinhos no mesmo caminhão com Yoda, ele foi o único que escapou de seu destino. Não sabendo o tamanho do caminhão de onde ele saltou só posso estimar. Um em cada cem, talvez? Isso não é uma probabilidade boa, não é?

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Deixo aqui registrado este pequeno depoimento, já fazem 9 anos que não como carne e me sinto muito bem mesmo, meus exames de sangue são excelentes, e deito minha cabeça no travesseiro tranquila porque não compactuo com a exploração e a crueldade anima, faço minha pequena e humilde parte! Amo e respeito os animais, são nossos irmãos na jornada terrestre!

    1. Parabéns Patricia!

      Eu não como carne de boi nem de porco desde 1977 mas de uns anos para cá parei com todo o tipo de carne – comia um pouco de peixe mas muito pouco. Tenho 53 anos anos e exame de sangue de uma criança. Tenho muita saúde e acredito que seja por ser vegetariano.

  2. Este pouquinho provou que ninguém é tão pequeno que não possa fazer algo para mudar sua vida. Ele, sendo um animalzinho, se arriscou usando a sua inteligência e vontade de viver e conseguiu sua liberdade. Não é o que todos queremos? Então por que ainda somos escravos de uma indústria mentirosa e maléfica, como as empresas de abatimento de animais?

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>