• Home
  • Homeopatia e a experimentação animal

Homeopatia e a experimentação animal

3 comments

Maria Carretero
maru.veterinaria@gmail.com

Está é uma carta de dois veterinários formados pela USP, André Pereira Paduan e Maria Eugenia Carretero, que apresenta uma reflexão sobre a experimentação animal e a homeopatia.

“Homeopatia e a experimentação animal

Em 1976, Barry Hughes, definiu como o bem-estar animais “um estado de completa saúde física e mental, em que o animal está em harmonia com o ambiente que o rodeia” (Appleby, 2011). Nesse contexto, atualmente muito se tem discutido sobre o bem-estar animal e os direitos dos animais, especialmente com relação às crueldades durante os experimentos científicos realizados. Apesar do trabalho de inúmeros pesquisadores, inclusive brasileiros, a medicina convencional pouco tem se mobilizado em torno da ideia de buscar métodos alternativos eficientes para eliminar a necessidade do uso de animais como cobaias.

Felizmente, para as pessoas que se preocupam em evitar quaisquer tipos de produtos testados em animais, existem alternativas viáveis. Na área médica, fugindo do padrão convencional de tratamento, está a Homeopatia. Com mais de 200 anos de história, seus medicamentos não possuem relatos de experimentação em animais. Todos foram desenvolvidos com testes em humanos voluntários, de maneira controlada e segura. Desta maneira, cria-se uma opção sustentável de tratamento às mais variadas doenças que acometem tanto humanos quanto animais.

No entanto, pergunto a você: Seria a experimentação animal o único problema na medicina convencional?

O prêmio Nobel da medicina no ano de 1993 Richard J. Roberts revelou o óbvio para o mundo: a indústria farmacêutica não propõe e não promove a cura de uma doença, assim aprisiona no seu tratamento paliativo milhões de pessoas no mundo visando o lucro. Portanto, o discurso que a pesquisa realizada em animais trará a cura do câncer, AIDS, pressão alta e diabetes além de cruel para os animais omite, principalmente, o objetivo único dessa indústria, que é enriquecer.

Dessa forma, caro colega reflita. Há opções com comprovação científica, sem experimentação animal e, cujo objetivo é a cura; assim, finalizo e, apresento a vocês a Homeopatia.”

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. A homeopatia se fundamenta na diluição de um princípio ativo até concentrações extremamente baixas, ao ponto de que ao final do procedimento não pode-se detectar qualquer resquício das moléculas iniciais. Defensores da homeopatia afirmam que a água ou o álcool do meio absorve e amplifica as propriedades do princípio ativo após agitação vigorosa devido ao suposto mecanismo que chamam de “memória da água”.

    Ao contrário do afirmado no texto, não há qualquer comprovação científica sobre a eficácia da homeopatia ou da existência de uma “memória da água”, conceito que viola todos os conhecimentos modernos de química. Tratamentos com produtos homeopáticos não costumam diferir de tratamentos com placebos, e não tenho conhecimento de trabalhos indicando efeitos positivos de placebos sobre animais não humanos.

    Portanto, não vejo motivo por que tais produtos deveriam ser recomendados, seja pra animais humanos, seja pra animais não humanos.

    Medicamentos genéricos não são retestados ao chegar ao mercado e, ao contrário das formulações homeopáticas, são reproduções perfeitas de fármacos que já possuem respaldo médico confiável. Nas condições atuais, genéricos são a escolha menos danosa para quem tem o veganismo como princípio ético.

    1. Sua falta de conhecimento sobre homeopatia e experimentação lhe permite falar muita coisa sem fundamento.

      A homeopatia não se baseia na diluição, essa é uma consequência da forma como ela foi desenvolvida. Além disso, não ser capaz de detectar não implica que não há nada alí. Essa é apenas UMA das possíveis implicações.

      Existe muita comprovação de que homeopatia funciona (tanto em humanos como em animais), como você pode ver na biblioteca virtual em saúde (http://homeopatia.bvs.br/php/index.php ).

      Sobre modelos de COMO ela funciona, existem vários. Todos tão ruins ou inconsistentes quanto os que dizem que a alopatia funciona. Mas infelizmente o seu conhecimento sobre estatística deve ser tão limitado quanto o seu conhecimento sobre homeopatia, o que te impede de entender o que estou falando, mesmo que você vá ler algum artigo como http://www.plosmedicine.org/article/related/info%3Adoi%2F10.1371%2Fjournal.pmed.0020124 .

      Enfim, boa sorte com suas crenças de que uma indústria de bilhões quer o seu bem. Em especial uma vez que ela ganha dinheiro apenas se você estiver doente 🙂

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>