• Home
  • Famosos se engajam contra o Instituto Royal

Famosos se engajam contra o Instituto Royal

14 comments

Vários famosos acompanharam e incentivaram as ações de um grupo de ativistas de defesa dos animais que conseguiu invadir o Instituto Royal, em São Roque, no interior de São Paulo, para resgatar mais de 200 cachorros da raça beagle, na madrugada desta sexta-feira, 18. A empresa, que realiza pesquisas nos setores farmacêuticos e veterinário, é acusada de torturar e matar os animais (entenda o caso abaixo).

“Gente sem alma! O governo TEM que tomar uma providência. instituto Royal esta assassinando cachorros, na maior crueldade!!!!!”, publicou Rita Guedes. “Entendam o caso do instituto Royal e nos ajude a parar com essa crueldade sem fim…NOS AJUDE!!!!!!”, pediu a atriz Giovanna Ewbank.

Famosos se engajam contra o Instituto Royal, acusado de maus-tratos aos animais (Foto: Divulgação)
Famosos se engajam contra o Instituto Royal, acusado de maus-tratos aos animais (Foto: Divulgação)

Mariana Rios, Rodrigo Simas, Gustavo Leão e Jesus Luz também divulgaram a causa com fotos que mostram os cães feridos no Instagram. A atriz Nicole Puzzi foi até o Instituto participar do resgate. “Vou dormir satisfeita com os corajosos protetores que se arriscaram e abriram mão do descanso desta noite e madrugada para salvar os inocentes beagles”, escreveu ela no Facebook.

“Instituto Royal esta matando cachorros para testar seus cremes de merda. Estou com a tia de um deles aqui e vou fazer um rímel maravilhoso”, protestou Tatá Werneck. “Como pode, né? Isso não pode nem ser chamado de gente! Isso é monstro sem coração! Quanta covardia!! E pior de tudo… Vão sair impunes!!!”, disse Sthefany Brito.

Alinne Rosa, Leilah Moreno e Preta Gil também incentivaram os ativistas que estavam no Instituto. O ator Marcelo Médici publicou um vídeo com cenas do resgate.

O caso

Um grupo de ativistas estava acampado em frente ao Instituto desde sábado, 12. Na noite desta quinta-feira, 17, por volta das 20h, eles divulgaram que a empresa estaria matando os cachorros. A notícia repercutiu na internet e mobilizou mais pessoas a irem até a empresa para resgatar os animais. A ação foi transmitida em uma página do grupo na internet, que postaram fotos de todos dos animais resgatados – muitos apareceram com feridas e um dos animais teria sido supostamente congelado em nitrogênio líquido.

A Polícia Militar estava presente no protesto e teria detido alguns dos ativistas. Viaturas também teria abordado carros na Rodovia Raposo Tavares, onde fica o Instituto Royal, para impedir que os cães resgatados fossem levados embora.

A gerente responsável pelo Instituto abriu um Boletim de Ocorrência contra os ativistas, os quais foram chamados de ‘terroristas’ por ela, segundo o jornal Bom Dia Brasil, da Globo. De acordo com a CBN, ela confirmou que cães, coelhos e ratos são usados em testes de medicamentos, mas negou que eles sofram maus-tratos, alegando que a empresa segue os padrões da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

O Instituto Royal é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, financiada pelo dinheiro público e recebe apoio de agências de fomento à pesquisa científica.

Fonte: Caras

• Acompanhe minuto a minuto toda a campanha contra o Instituto Royal no Camaleão.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    1. “Pra mim isso não é empresa. é boca de porco”

      Porcos são seres lindos, inteligentes e não têm nada a ver com esse comportamento de tortura dos testes.

  1. a gerente é que é terrorista e assassina assim como todos os que aí trabalham. tenham todos uma morte lenta, pela alma dos inocentes que mataram barbaramente

  2. Se fosse só o instituto Royal era mais fácil!
    O problema é que a maior parte das empresas grandes testam em animais e ninguém tá nem aí! Continuam comprando esses produtos e financiando essa barbárie!!

  3. Dinheiro publico? entao é o nosso dim dim que esta lá….já que é o nosso…não queremos mais este tipo de estupidez…não são HUMANOS são ABERRAÇÕES…

  4. Aqui aonde moro, em Uruguaiana, tem um laboratório da Merial. Lá trabalham, pelo que soube, dois veterinários e há cerca de 100 beagles que vieram dos Estados Unidos da América. O que me pergunto é: Por que? Por que viriam dos EUA pra cá um monte de beagles? O que será que fazem aqui que não podem fazer lá? Vou ver se me informo.

  5. Se é financiado pelo dinheiro publico então pode parar de botar meu dinheiro e o de milhares de pessoas que são contra este tipo de atitude. O Brasil deveria dar exemplo de humanidade não permitindo este tipo de abuso. Uma vergonha!!!

  6. TERRORISTA é a Sra. Silvia Ortiz!!! povo brasileiro essa situação só vai mudar se nós ajudarmos. BOICOTEM AS MARCAS QUE TESTAM ÀS CUSTAS DA VIDA DOS ANIMAIS.

  7. eso não comprar avaidade destroi veja os casacos de pele veja os chifres dos elefantes a verdade e que o Brasileiro e baratinho , baratinho , engatinhamos ainda , sou nada e vc s s-ao justos terfeitos , anjos pelo menos os animais não usam cremes anti sinais , nem ao menos fizeram mal aninguem dai quando alguem enfia a mao na massa fica tudo ohhhh, os bichos são avitimas entenderão ou vai disser ao contrario voces escalam o que o ceu atos bons são atos bons e ponto final

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>