• Home
  • Pinguim ferido chama atenção de banhistas em Cabo Frio (RJ)

Pinguim ferido chama atenção de banhistas em Cabo Frio (RJ)

0 comments

Foto: Reprodução/ Globo
Foto: Reprodução/ Globo

Dois pinguins apareceram no canto da Praia do Forte, em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (10). Um dos animais não resistiu e morreu na orla. O outro está ferido. Banhistas constataram que ele só nadava com uma das asas. Alguns turistas chegaram a passar a mão na ave que estava bem perto da areia.

Uma salva-vidas que estava no local, indagada pelos banhistas sobre o que seria feito para ajudar o pinguim, declarou que a Guarda Maritima já havia sido acionada e que não poderia retirar o animal porque ele ainda estava na água. ” A orientação da guarda é que eles sejam recolhidos para tratamento somente quando aparecem na areia”, disse a salva vidas, que preferiu não ser identificada na reportagem.

O pinguim ferido ainda nadou até as rochas do Forte de Cabo Frio, mas não conseguiu subir nas pedras, justamente por estar com a asa machucada. Ele continua no mar, visivelmente cansado, bem próximo da praia.

A assessoria da Prefeitura de Cabo Frio informou, através de nota, que nenhuma solicitação, denúncia ou ocorrência chegou à Guarda Marítima. Ainda segundo a assessoria, os agentes da guarda são orientados em recolher o animal somente quando ele chega na areia.

Guarda Marinha vai procurar pinguim
Segundo Vitor Cunha, diretor de operações da Guarda Marítima, quando um animal aparece na praia, por meio da correnteza, o primeiro passo é deixa-lo no local e alertar a Guarda Marítima para que possa ser feita a retirada do mesmo. O contato pode ser feito pelo (22) 2643-3579 ou pelo canal marítimo de rádio VHF 16.

“Vamos enviar uma equipe por mar, para tentar achar este pinguim que estaria machucado, e outra pela praia para resgatar o pinguim morto”, informou.

Caso o pinguim esteja realmente machucado, ele será encaminhado para o CTA (empresa que presta serviços aos animais que aparecem na costa). A empresa possui uma equipe com veterinários e equipamentos de radiografia para o tratamento dos animais até que eles estejam recuperados para retornar ao habitat natural.

Praias não têm guardas suficientes
Por motivo de organização de pessoal, ainda não existe um trabalho fora da temporada em tempo integral onde guardas marítimos possam estar em praias de Cabo Frio. Segundo Vitor Cunha, o contingente não consegue abranger todas as praias, mas são feitas rondas periódicas. O plantão funciona 24h para ronda ambiental e marítima.

Fonte: G1

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>