• Home
  • Vacas soltas em vias públicas serão mortas em Villa Elisa, no Paraguai

Vacas soltas em vias públicas serão mortas em Villa Elisa, no Paraguai

0 comments

Por Sueli Fontes (da Redação)

Foto: Aldo Lezcano/ ABC Color
Foto: Aldo Lezcano/ ABC Color

A prefeitura de Villa Elisa, no Paraguai, anunciou que sacrificará animais soltos, argumentando o perigo que estes ocasionam aos motoristas. A decisão se baseia em uma lei que proíbe a permanência de animais na via pública.

“Diante da negação ou falta de interesse dos cuidadores em manter seus animais fora dos espaços públicos e considerando o grande perigo que isto representa para os motoristas, a Prefeitura de Villa Elisa planeja sacrificar as vacas soltas”, destacou uma portaria enviada no dia 07 de agosto à imprensa.

O Conselho se baseou na Lei 1.880/00 que proíbe a permanência de animais soltos em âmbitos de trânsito público e estabelece que os animais sejam apreendidos e sacrificados no ato pela autoridade municipal ou Polícia Nacional.

Para colocar em prática esta cláusula, o prefeito, Líder Amarilla, convocou representantes do Ministério Público e a Polícia Nacional para uma reunião de planejamento que ocorreria na quinta passada, na prefeitura local.

A portaria destacou que o Conselho notificou os cuidadores de vacas e até chegou a contratar profissionais que apreendiam esses animais e os levavam à delegacia, onde os cuidadores deviam ir retirá-los mediante o pagamento de altas multas.

“É evidente que os cuidadores não têm consciência do perigo que representa para os milhares de motoristas que transitam diariamente pela Villa Elisa”, manifestou a respeito o chefe conselheiro, agregando que por esse motivo se sentem obrigados a adotar medidas mais fortes.

Nota da Redação: A matança de animais não é a solução para o problema dos animais soltos em vias públicas (sejam eles de grande porte como as vacas ou de pequeno porte como cães e gatos). Além de ser um absurdo assassinar animais inocentes que foram vítimas do abandono, esta política ineficiente é reprovada pela grande maioria das pessoas. Nos portais de notícias onde foi veiculada a notícia acima, chovem comentários contrários a essa decisão. Resta saber se as autoridades ouvirão as vozes do povo e recuarão em sua decisão equivocada, buscando soluções mais éticas e compassivas com os animais.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Parabéns ao pessoal da Argentina , por estarem preocupada com a situação dessas vacas. Chega de matanças com os seres da natureza….Respeitem a vida ….
    Também concordo com a nata da redação.
    A educação humanitária e ambiental tem que avançar em todo o planeta….Vamos evoluir…..

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>