• Home
  • Cavalo morre após receber choque elétrico em rodeio de Cowtown

Cavalo morre após receber choque elétrico em rodeio de Cowtown

0 comments

Por Patricia Tai (da Redação)

Duke convulsiona no chão, 25 segundos após ter sido eletrocutado. (Foto: ecologiaverde.com)
Duke convulsiona no chão, 25 segundos após ter sido eletrocutado. (Foto: ecologiaverde.com)

Marc Bekoff, autor premiado e especialista em comportamento animal, publicou um artigo nesta semana na revista Psychology Today defendendo a proibição do uso de cavalos em rodeios. Bekoff clamou pela proibição após ter visto o vídeo postado pela ONG SHowing Animals Respect and Kindness (SHARK) que retrata um cavalo de 9 anos de idade convulsionando na arena após ter sido eletrocutado por alguém através da cerca no rodeio de Cowtown. O cavalo morreu em seguida. O vídeo mostrando a morte de Duke se tornou viral e já foi visto por mais de 100 mil pessoas. As informações são da Care2.

Bekoff chamou a atenção para o locutor do rodeio por seu comentário “sem coração” e “doentio” quando disse à audiência que “cavalos realmente sofrem ferimentos e para eles são como membros da família”. Em seu artigo, Bekoff diz: “Nós também consideramos os cães como membros das nossas famílias e não conheço ninguém que permitiria que um cão fosse tratado de um jeito tão condenável em nome do ‘entretenimento’ “. (Leia o artigo inteiro de Bekoff)

Bekoff colocou um link no final de seu artigo para uma votação no site TMZ, que pergunta se o leitor é a favor ou contra a proibição dos rodeios, e ainda havia cerca de 38% das pessoas votando contra a proibição, mesmo apesar de toda a insanidade gritante do fato ocorrido.

Marc Bekoff é Professor Emérito de Ecologia e Biologia Evolucionista na Universidade do Colorado. Ele também recebeu muitos prêmios por seu trabalho científico como o Exemplar Award da Animal Behavior Society e o Guggenheim Fellowship. Bekoff é co-fundador da organização Ethologists for Ethical Treatment of Animals com Jane Goodall, e publicou 22 livros e mais de 500 ensaios, incluindo The Emotional Lives of Animals (A Vida Emocional dos Animais), The Ten Trusts (com Jane Goodall), The Animal Manifesto, Animals Matter, The Encyclopedia of Human-Animal Relationships, The Case For Compassionate Conservation, e Jasper’s Story: Saving Moon Bears (com Jill Robinson).

Em resposta à indignação sobre a morte de Duke, Grant Harris, proprietário do rodeio de Cowtown, disse que Duke não morreu por choque elétrico. Rebatendo o argumento, a SHARK publicou um novo vídeo mostrando detalhes de Duke sendo eletrocutado.

“Harris sabe o quanto foi ruim o que aconteceu e seu único recurso tem sido acobertar o fato”, declarou Stuart Chaifetz, investigador da SHARK. “Este vídeo mostra, cena após cena, o tratamento cruel recebido por Duke após ter finalmente morrido. A realidade é que se Duke não estivesse no rodeio naquela noite, ele ainda estaria vivo”, acrescentou.

O vídeo mostra a barra de choque elétrico comumente usada em rodeios e, com uma simulação em uma frigideira, simula o que Duke sofreu 25 segundos antes de morrer eletrocutado.

Segundo a reportagem da Care2, a SHARK e a Society for the Prevention of Cruelty to Animals de Nova Jersey estão tentando entrar com processo contra o rodeio.

É importante que estes vídeos sejam divulgados ao máximo, o mundo precisa relembrar a estupidez humana que são os rodeios. (Para mais informações sobre rodeios, visite Rodeo Cruelty)

O vídeo completo mostrando tudo o que aconteceu desde Duke ser arremessado na arena até ser carregado morto, arrastado para fora (tudo ocorreu em 6 minutos), está aqui:

Visite também o site da SHARK.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. me ocorreu comentar uma coisa que não foi citada na reportagem, mas os cavalos brancos que estão na cena testemunharam o outro morrendo. Se já foi provado até por pesquisas, inclusive em matérias publicadas aqui, que os animais entendem e sofrem com a morte de outros, esses que assistiram à morte do cavalo certamente sofreram também. É que eles não falam a nossa linguagem. E os humanos, que falam, parece que não sentiram nada e alguns expressaram inverdades.

  2. Eu fico indignado com a facilidade que o ser humano consegue fazer isto com animais. Uma hora bate tristeza outra hora bate raiva. Não sei oque sentir mais.

  3. QUEM ELETROCUTOU O CAVALO PRECISA SER MUITO DESALMADO.SEM COMPAIXÃO E CRUEIS.ABAIXO O RODEIO DE CAVALOS.ESTAMOS NA ERA DA MODERNIDADE E NÃO NA ANTIGUIDADE.BRASIL ACORDA PARA OS BONS TRATOS DOS ANIMAIS.O POBRE CAVALO ESTREBUCHA ANTES DE FALECER.DEPOIS ARRASTADO COMO LIXO PARA SER RETIRADO DA ARENA.MALDITOS HOMENS.

  4. EU FIZ O COMENTÁRIO SOBRE O CAVALO ELETROCUTADO E NÃO ACEITARAM, ALEGARAM QUE EU JÁ TINHA DITO O QUE ESCREVI.ABSURDO.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>