• Home
  • Vereadores voltam a discutir projeto sobre realização de rodeios em Atibaia (SP)

Vereadores voltam a discutir projeto sobre realização de rodeios em Atibaia (SP)

0 comments

Na sessão de segunda-feira, dia 10, a Câmara Municipal de Atibaia (SP) aprovou, por 10 votos a 7, o parecer desfavorável ao projeto de lei, de autoria do vereador Paulo Fernando Lara Pereira de Araujo, o Prof. Paulo Jesus, que proíbe a realização de rodeios, vaquejadas e farras de boi no município.

O parecer desfavorável foi elaborado pelos vereadores Francisco Carlos Avanço (Dr. Avanço), Almir Bueno do Prado (Miro do Gás) e Jair Bonilha Gattamorta, que fazem parte da Comissão de Constituição, Justiça e Redação, com a justificativa de que o projeto proposto seria inconstitucional, já que há uma lei federal que permite a realização de rodeio. A maioria das Câmaras Municipais entende e acata essa lei. “Em 2011, o promotor de Justiça de Bragança Paulista entrou com uma ação para impedir a realização desse evento na cidade e não obteve êxito”, comenta Emil Ono, presidente da Casa de Leis.

Votaram a favor do parecer os vereadores Emil Ono, Josué Luiz de Oliveira (Dedel), Prof. Rodrigo Parras, Lucas de Oliveira Cardoso, José Carlos Machado (Zé Machado), Almir Bueno do Prado (Miro do Gás), Sidnei Luciano Gonçalves (Sidnei Guerreiro), Dr. Edison Bento Leite, Jair Bonilha Gattamorta e Francisco Carlos Avanço (Dr. Avanço). E votaram contra os vereadores Daniel da Rocha Martini, Jorge de Jesus Silva (Jorge do Mercado Davi), Dr. Ubiratan Fernandes de Oliveira, Wilson de Vasconcelos Veiga (Baixinho Barbeiro), Paulo Fernando Serrano Catta Preta, Paulo Fernando Lara Pereira de Araujo (Prof. Paulo Jesus) e Prof. Fabiano Batista de Lima.

Durante a sessão, o vereador Prof. Paulo Jesus afirmou que não concorda com o parecer desfavorável, pois, segundo ele, inconstitucional é a lei que permite o rodeio. “A lei federal é inconstitucional, pois legaliza o rodeio e legitima os maus-tratos aos animais. A lei de proibição do rodeio não é inconstitucional, pois amplia o direito que os animais possuem, pela nossa constituição, de não serem maltratados. Nós, como legisladores, temos que lutar muito para que um dia isso acabe no nosso país”, declarou.

O vereador também citou alguns exemplos de Câmaras Municipais que aprovaram a proibição de rodeio em seus municípios. De acordo com ele, “em 1993, Paulo Kobayashi (vereador de São Paulo) propôs a lei de proibição de rodeios na capital e teve parecer favorável do corpo jurídico da Câmara e dos vereadores. Essa lei foi aprovada. Nos últimas 20 dias, Itapetininga e Jaú também tiveram as leis aprovadas. Guarulhos, Sorocaba, Campinas, Rio de Janeiro, Jundiaí, Osasco, Araraquara, entre outras, tiveram a proibição iniciada nas Câmaras Municipais, com o apoio de todo corpo técnico”.

Paulo Jesus também contou que existem estudos realizados comprovando que o rodeio maltrata o animal. “A Universidade de São Paulo (USP) tem estudos organizados dizendo que todos os meios utilizados em rodeios maltratam os animais. Esses estudos são aceitos, inclusive, pelo Conselho Nacional de Medicina Veterinária (CNMV). Portanto essa lei não é inconstitucional em nenhum ponto”, opinou.

O vereador Daniel da Rocha Martini também participou da discussão. Segundo ele esse debate é importante por se tratar de uma Casa de Leis, onde as discussões devem acontecer. “Temos que discutir, ouvir a população, ouvir os que são contra e a favor da lei. Temos que entender que o foro da discussão é o maltrato aos animais. Partilho pela constitucionalidade do projeto, pois não vejo nenhum impedimento legal que obste a discussão dele nesta Casa”, ressaltou.

Fonte: Câmara Municipal de Atibaia / JC Atibaia

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Evidentemente que não se trata de um problema de legislação ou de redação como argumentam alguns vereadores, por mais que se queira argumentar sobre isso. É obvio que se desprende um interesse por parte de alguns vereadores de não proibir esta festa de maus tratos e de costumes típicas de cowboys terceiro-mundistas querendo se parecer com cowboys texanos. Porém o mais curioso é que certos políticos ou vereadores depois fazem maravilhosos discursos falando de promover, fomentar e investir mais em educação como uma das mais importantes maneiras de evitar a violência na juventude. Constantemente aparecem nas páginas de jornais (e dos nossos aqui de Atibaia também) vereadores e políticos falando de tal o qual projeto obtido para promover uma melhor educação para Atibaia, como uma forma de diminuir a violência na juventude. Curioso é que estes supostos apoiadores da educação e, por conseguinte do suposto fomento da não violência na juventude não condenem uma atividade confirmadamente violenta e repudiada por milhares de atibaienses e brasileiros. Maus-tratos comprovados e certificados por centros educativos de primeira linha no pais e no mundo como no caso da USP. Porém, parece que para certos políticos a USP somente possui valor quando lhes convém.
    Em outras palavras, que a USP determine há anos CLARAMENTE que os rodeios promovem e fomentam os maus tratos em animais, parece que para certos políticos não vale ou não convém. Eu acho que um dos piores defeitos que um político ou autoridade pública ou representante público pode ter é agir com duas medidas, duas balanças. A não ser que eles entendam que a USP não sabe nada….
    Pois é: Para promover e defender a melhoria da Educação, primeiro se precisa ter uma coerência básica. Aspecto que se desprende que alguns políticos distam de possuir. Pois Educação e Maus Tratos em Animais estão muito longe um do outro. Muito longe.
    É absolutamente incoerente fazer discursos em prol de uma melhor educação para afastar a juventude da violência e por outro lado aceitar a violência contra animais nos rodeios e nas vaquejadas.
    Qualquer sociólogo, qualquer pesquisador medianamente informado sabe perfeitamente que a violência contra animais é o primeiro degrau para gerar e promover mais violência na sociedade. Mas parece que alguns políticos ainda não foram bem informados sobre estes temas….
    E como diz a canção:
    Mais uma vez Brasil mostra novamente a sua cara….
    Existem muitas frases famosas, de pessoas muito famosas da humanidade se referindo ao tema do respeito aos animais, mas acho que vale muito a pena relembrar uma frase de um ícone da não violência, um dos maiores nomes da humanidade. Ele disse certa vez:
    “A grandeza de uma nação pode ser julgada pelo modo que seus animais são tratados.” – Mahatma Gandhi

    Quem sabe, algum dia o município de Atibaia possa também ter essa grandeza…

  2. INCONSTITUCIONAL É O RODEIO, NO MAIS É SÓ P AGRADAR O PREFEITO DE ATIBAIA QUE ADORA ESSE EVENTO TORTURANTE, COVARDE E VERGONHOSO.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>