• Home
  • Garota pede uma carroça com cavalo para pai em programa de televisão

Garota pede uma carroça com cavalo para pai em programa de televisão

0 comments

Garota pede ao apresentador do programa Balanço Geral uma carroça com cavalo, sem saber como é duro para o cavalo puxar carroça. Foto: TV Record
Garota pede ao apresentador do programa Balanço Geral uma carroça com cavalo, sem saber como é duro para o cavalo puxar carroça. Foto: TV Record

Na edição do último dia 12, uma garota de 14 anos pediu ao apresentador do programa Balanço Geral, da Rede Record de São Paulo, uma carroça com cavalo para que seu pai, carroceiro, possa trabalhar melhor. O pedido parece um gesto bonito, mas infelizmente se caracteriza pelo desconhecimento, por parte dela, de como os cavalos sofrem ao serem forçados ao trabalho de carga.

Os cavalos “de tração”, que há alguns anos vêm tendo sua aposentadoria e proibição demandada pelos defensores dos animais, sentem na pele o que é o fardo de puxar carroça. Obrigados a trabalhar de sol a sol sob comandos de uma rédea e um açoite, são forçados a puxar centenas de quilos carregados em carroças, e não é difícil que caiam de exaustão quando forçados a uma carga demasiadamente pesada e submetidos a um sol escaldante.

A quem puder, fica a recomendação de que as entidades de defesa animal atendam de forma alternativa ao pedido da menina: ao invés de uma carroça com cavalo, presenteiem-na com um “cavalo de lata”, veículo não movido a combustível sujo que, seja movido a eletricidade ou a pedaladas do carroceiro, realiza um trabalho ainda melhor do que o que um cavalo escravizado realizaria. E também que promovam a conscientização dessa família necessitada, sobre por que é preferível usar “cavalos de lata” a explorar animais para trabalho. Não é necessário realizar sonhos sacrificando a liberdade e as necessidades individuais de um ser vulnerável.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. O Faustão ganha 5 milhões por mês, sem merchan, é só pela apresentação dos 4 programas do mês. O Geraldo Luis não fica atrás. Em 2008, o salário dele subiu de 12 mil para 70 mil. Hoje em dia, ele ganha 300 mil.

    Por que temos que aceitar um Faustão que não fala inglês, um Geraldo Luíz que não sabe que cavalos de carroça adoecem, é um trabalho árduo?

    A maior entidade de proteção a animais no Brasil é a Anda, que não possui recursos para comprar um automóvel ecológico para esse carroceiro, outras entidade de animais, também não terão dinheiro para.

    Boicote no programa do Geraldo Luiz, não vamos assistir.

    Muito Bom texto parabéns a quem escreveu , e valeu, o link do vídeo.

  2. Que menina inocente gente , eu vi no dia em que ela pediu esse absurdo .. Então qr dizer que o pai dela ñ pode puxar um carrinho pq é pesado pra ele e o coitado do cavalo pode ? Tenha dó né . Eu sei q ainda vai demorar pra acabar essa escravidão vai vamos esperar né . Direitos animais urgente o Brasil atrasado .

  3. Geraldo Luiz é um boçal. Ninguém lembra quando ele foi ver um velho barbudo que tinha um leão na roça, preso dentro de uma jaula miserável, já há mais de década. Dignidade pra animais ali é um assunto alienígena, na tão polêmica descoberta de um sítio nazista, quando o Tatão, um outro barbudo que falava do que acharam no local, fala sobre a azagaia, que os escravos tinham que usar a mando dos fazendeiros nazistas, para matarem onças, a repórter com a cara mais sorridente e imbecil lavada pergunta se o tal do Tatão já caçou alguma ou tem vontade de caçar, e o barbudo fala que nunca mas é um sonho pra algum dia. Consciencia ecológica zero. Só o galo se salva ali naquele meio.

  4. E porque ela e o pai não puxam a carroça? Esses carroceiros maltratam o cavalo a vida toda, muitas vezes nem agua dão para o animal, chicoteiam o animal no sol quente e quando adoecem jogam fora como se fosse um papelão, já cansei de ver isso.

  5. Que absurdo,não aguento mais ouvir noticias como está,nossas criançãs tem que ser orientadas,com esté tipo de penssamento que adultos elas se tornaram?????

  6. NAO SUPORTO ESTE GERALDO LUIS.E PASSEI A SUPORTAR MENOS AINDA QUANDO O GUGU RESOLVEU DAR UMA CASA PARA AQUELE ANAO Q TRABALHA COM ELE.SENDO Q ELE JA TINHA CASA,E O SALARIO DELE,NAO DEVIA SER TAO POUCO assim.com tanta gente pobre q esta morando na rua,e eles vao,e dao uma casa pra alguém q não precisava.e agora,com esta historia desta menina matuta pedindo carroça com cavalo pro pai,ai foi a gota da agua.espero q tenham um pouco de consciência e não atendam este pedido,q so beneficiara o pai dela,mas o sofrimento do cavalo,deste ninguém se lembra.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>