• Home
  • Resgate de leões em circos bolivianos vira documentário

Resgate de leões em circos bolivianos vira documentário

0 comments

Por Patricia Tai (da Redação)

 Bam Bam, líder do primeiro grupo que foi solto; 25 leões foram resgatados e transportados de avião para santuário. (Foto: Joe Amon/The Denver Post via Getty Images)

Bam Bam, líder do primeiro grupo que foi solto; 25 leões foram resgatados e transportados de avião para santuário. (Foto: Joe Amon/The Denver Post via Getty Images)

Uma investigação secreta pela Animal Defenders International (ADI) levou, em 2009, à proibição de animais em circos na Bolívia. Foi dado o prazo de um ano para que os circos cumprissem a lei, mas muitos mantiveram os animais, incluindo leões, enjaulados em condições deploráveis.

Em 2010, com a ajuda de autoridades da Vida Selvagem da Bolívia, a ADI fez uma intervenção. Foi uma operação “épica”, e a notícia foi publicada na Anda.

Agora, o documentário “Lion Ark” pretende reviver o trabalho feito pela ADI no resgate dos animais. Esse belo filme mostra o percurso do time da ADI enquanto eles rastreavam oito circos ilegais, enfrentando os proprietários dos mesmos e correndo contra o tempo para transportar 25 leões via aérea para um santuário de animais em Colorado. As informações são do Huffington Post.

O filme começa com a cena de confronto entre resgatadores e um proprietário de circo, que está armado, e através de uma série de entrevistas e flashbacks, os espectadores podem entender como a ADI localizou o circo ilegal em uma remota cidade boliviana.

Muitas cenas mostram o resgate de leões famintos e sujos – oito deles vivendo presos em uma única jaula – e o transporte deles por 8 mil quilômetros rumo à liberdade.

Embora o filme conte com a participação de Bob Barker e Jorja Fox, atriz do “CSI”, os leões são as verdadeiras estrelas do documentário – especialmente Colo Colo, um leão de 12 anos de idade e comportamento agressivo, que havia passado sua vida inteira até então na mesma jaula minúscula.

Foto: Reprodução/ Lion Ark
Foto: Reprodução/ Lion Ark

Ele mostra as garras e ruge para os resgatadores. Quando finalmente é solto em uma jaula de espaço muito maior, em um gesto de desespero, Colo Colo se lança na direção de Jan Creamer, presidente da ADI, que o acalma oferecendo-lhe uma vasilha de água para beber. Quando todos os leões são soltos e andam na grama pela primeira vez, o espectador é brindado com um dos momentos mais comoventes do filme.

Hoje, os 25 leões – muitos dos quais passaram anos confinados em jaulas – vivem livres e em bando na área de mais de 1,2 km² do The Wild Animal Sanctuary que fica próximo a Denver, um dos mais amplos recintos de leões cativos do mundo.

“Lion Ark”, cujo título pode ser traduzido como “Arca dos Leões”, estará no circuito internacional de cinema a partir de Junho. Mas, além de leões, foram resgatados também outros animais. Veja o trailer!

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Gostaria de saber se alguém se interessou em tirar os pobres macaquinhos presos debaixo de papelões, gaiolas improvisadas, mais mortos do que vivos. Se observarem esses coitadinhos estavam tão magros que pareciam esqueletos vestidos com pele de animais. Alguém pode dizer alguma coisa sobre esse assunto????????????

    1. Cissa

      Nessa matéria não havia detalhes sobre isso; talvez a maneira mais correta de você tentar informações é entrar em contato com o pessoal da ADI, que fez o resgate, e obter mais informações com eles. De qualquer forma, creio que nesse caso todos os animais devem ter tido assistência, diferente de muitos que não são resgatados de circos ou do tráfico e continuam sofrendo no anonimato.

      site da Animal Defenders :

      http://www.ad-international.org

  2. FIQUE EMOCIONADO COM ESSE MOVIMENTO EM DEFESA DOS ANIMAIS, EM ESPECIAL, OS LEÕES. PARABÉNS.
    ESTOU COM VOCÊS!!! BOA NOITE, GUIMARÃES

  3. Passou uma matéria muito legal sobre este resgate agora a pouco no Cidade Alerta, queria muito ver este documentário completo.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>