• Home
  • Manifestantes protestam contra exploração de animais em circo

Manifestantes protestam contra exploração de animais em circo

0 comments

Por Sueli Fontes (da Redação)

Manifestantes realizaram manifestação pacífica contra exploração de animais no circo Fuentes Gasca. Foto: El Sudcaliforniano

Diferentes representantes de associações de defesa animal e da sociedade civil realizaram uma manifestação pacífica com o tema “Circo sim, com animais não”, do lado de fora do circo Fuentes Gasca, que se encontra no momento apresentando seus espetáculos com animais em Cabo San Lucas, no México.

Pelo menos umas 100 pessoas, que incluíam famílias completas maquiadas, penteadas e vestidas como animais, compareceram, pela segunda vez, do lado de fora do circo dos irmãos Fuentes Gasca instalado em Cabo San Lucas, para protestar e defender a vida dos animais do circo que, por capricho e costumes dos humanos, são adestrados com grande crueldade. Armados com cartazes e um banner de 13 metros com a frase “Circo sim, com animais não”, que foi elaborado pelo grupo 132 Los Cabos, apoiando o movimento animalista, já que consideram importante esta luta, pois o maltrato animal obedece a um emaranhado econômico que começa desde a retirada dos animais do seu meio ambiente.

De todos os animais selvagens retirados para venda, tráfico e exploração em geral, 80 por cento morre no trajeto. Se lucra com os animais e, por isso, consideramos pertinente alçar voz para mudar as leis e proteger melhor as espécies.

Este agrupamento de recente criação levará o nome de Pro Animal Los Cabos e é um movimento que aglutina vários grupos defensores de animais como o representado por Enrique Origüela Aldrete do Colectivo Animalista Sudcaliforniano, que opinou que “sentir pena não é suficiente; devemos transformar o contexto, imaginando uma cidade livre de tortura e trabalhar para que isto se torne realidade, com educação de respeito e consideração a todos os animais.”

Outro porta-voz do protesto, Seth Vázquez Cuevas, assinalou que “este é o segundo domingo que nos manifestamos porque estamos convencidos da necessidade de alçar voz, por aqueles que não a tem, já que, se um homem aspira a uma vida correta e nobre seu primeiro ato de abstinência será não machucar os animais.”

Iris Fisher, uma jovem de 17 anos, iniciadora da defesa no Facebook, assinalou que se em Los Cabos se começou a lutar pelos animais de circo, o seguinte passo é que a sociedade reflita que os animais domésticos e o gado também são animais e sofrem um grande maltrato.

Por su parte Vicky Güereña Mills, conocida activista de la localidad, expresó que este nuevo grupo quiere que Los Cabos se convierta en el segundo municipio del país, libre de explotación animal en los circos: “El municipio de Zapopan fue el primero y queremos tomar su ejemplo. Por eso insistimos, en ser el segundo municipio en el país que prohíba los circos con animales y endurezca la legislación sobre el maltrato animal. Ojalá que algún legislador del actual gobierno se interese en nuestra propuesta y nos apoye impulsando la iniciativa ciudadana”.

Por sua vez, Vicky Güereña Mills, conhecida ativista da localidade, expressou que este novo grupo quer que Los Cabos se converta no segundo município do país livre da exploração animal nos circos: “O município de Zapopan foi o primeiro e queremos seguir seu exemplo. Por isso, insistimos em ser o segundo município no país que proíba os circos com animais e endureça a legislação sobre o maltrato animal. Tomara que algum legislador do atual governo se interesse em nossa proposta e nos apóie impulsionando a iniciativa cidadã.”

Finalmente, Daniel Piña, empresário dedicado à estética canina em Cabo San Lucas, assinalou que “a brutalidade e o maltrato que os animais dos circos recebem são indescritíveis. Um dos métodos para debilitar os animais é amarrar as quatro patas ou os enclausurar em jaulas tão pequenas, para que entrem em pânico, convertendo-os literalmente em prisioneiros por toda a vida”.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>