• Home
  • Cidade de MG discute futuro de charretes após estafa de cavalo

Cidade de MG discute futuro de charretes após estafa de cavalo

10 comments

Foto: Sheila Patresi dos Santos/UOL

A imagem de um cavalo caído em uma avenida deu início a uma batalha em Poços de Caldas (MG). Está em xeque uma das principais atividades turísticas da cidade qie existem à base do sofrimento animal: o passeio de charrete.

Um dos abaixo-assinados que circulam pede o seu fim.

O pivô da crise é Iraque, cavalo de cerca de 12 anos. Em dezembro, voltava para casa após passeios. No caminho, foi ao chão. Segundo a prefeitura, laudo apontou estafa. O tutor diz que o animal estava com dificuldades de urinar.

A veterinária Sheila Patresi dos Santos, de um grupo protetor de animais, parou e fez fotos, que caíram na internet. Opiniões à parte, uma avaliação acendeu o alerta.

Segundo a prefeitura, diagnóstico da medicina veterinária da PUC de Poços apontou que, de 70 cavalos analisados, 38% não tinham condições de trabalhar, por fadiga muscular e esquelética.

A constatação levará a prefeitura a exigir que charreteiros assinem um termo para evitar abusos. Uma audiência na Câmara propôs sugestões, como a de um veterinário próprio para os charreteiros e um disque-denúncias.

No entanto, essas medidas não são suficientes para preservar a integridade física e psicológica dos animais – que não nasceram para servir aos interesses humanos.

Com informações do Correio Centro Oeste

Nota da Redação: Para que realmente os animais sejam poupados do sofrimento oriundo da exploração humana, o uso de animais para fins humanos deve ser extinto. Eis a única solução ética e viável para uma condição digna aos animais não humanos: banir sua utilização para fins humanos.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. TERRÍVEL SABER QUE O TURISMO DE UMA CIDADE COMO POÇOS DE CALDAS SE SUSTENTA AS CUSTAS DE EXPLORAÇÃO E SOFRIMENTO ANIMAL… VALERÁ A PENA VIAJAR EM FÉRIAS PARA ASSISTIR A ESSE MASSACRE? PARA MIM, NÃO VALE.

  2. Exato! nenhum ser senciente deve servir como alternativa de transporte ou qualquer outra coisa que não sirva a seus próprios interesses! Cavalos não são meios de transporte! Assino quantas petições aparecerem (já que é o pouco que posso fazer) pra que isso acabe!

  3. Os cavalos tambem sentem dor sabiam?As pessoas que fizeram o cavalo trabalhar até desmaiar deveriam sentir a mesma dor,a mesma estafa.

  4. É abusivo usar o animal ao ponto de fazê-lo sofrer, não há dúvida! É indispensável a regulamentação e fiscalização do serviço dos charreteiros por profissionais da área de saúde animal, que poderão determinar os devidos parâmetros do aceitável. Mas, convenhamos, desde que o mundo é mundo os animais servem ao homem. É necessário que essa servidão se dê com todo respeito a vida e a dignidade, mas achar que um cavalo não pode mais puxar uma charrete ou uma carroça já é demais. E montar a cavalo, também será proibido? Ordenhar vaca? Elas tbém estão amarradas e servindo ao ser humano! Algum de vcs comem carne? Pescam? Usam roupas de couro? Não sejamos radicais. Mas se optarem por serem, pelo menos, não sejam hipócritas, postando opiniões politicamente corretas aki e vivendo a base de produtos animais tranquilamente em suas casas. A virtude está no meio! Eu digo não ao sacrifício e aos maus tratos com animais, mas defendo o direito dos homens de bem e que têm seus animais como verdadeiros membros de suas famílias continuarem trabalhando.

  5. Cadê a lista? Não chegou na minha página do face. Faço questão de assdinar. Quantas cairem na minha mão eu assino.
    Se pudesse assinaria “trocentas” vezes.

  6. Não irei nesta cidade após saber desta terrível informação. Se tem tantas outras opções para fazer turismo.Descartei do meu roteiro turístico. Vou passar p/ outras pessoas esta informação.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>