• Home
  • Mulher entra em floresta de mobilete para interromper caça de animais, na Alemanha

Mulher entra em floresta de mobilete para interromper caça de animais, na Alemanha

4 comments

Por Laura Simpson (Care 2)
Tradução por Patrícia Tai (da Redação)

Ativista na mobilete (Foto: Reprodução/Care 2)

Este é o depoimento da corajosa Diane Weisenberger, de Hessen, na Alemanha, que entrou na floresta em meio a uma caçada e salvou a vida de vários animais. Texto por Diane Weisenberger.

Druckjagd – é uma expressão em alemão que significa caça através do processo de encurralar animais (‘push-through’), e que o jornal local disse que estava acontecendo no bosque. Javalis, cervos e raposas seriam cercados na floresta, então empurrados para a frente de armas, um verdadeiro bombardeio de preciosos animais selvagens.

Foto: Care 2

Eu passei dois dias escrevendo para grupos de proteção animal, tentando angariar alguma intervenção por parte deles – um “flashmob”, sugeri – mas nenhum respondeu.

Hora de ação direta. Na manhã da caça, montei em minha mobilete em direção aos caçadores. “Aqui está o seu teste de bravura”, sussurrei para mim mesma, de dentro do meu capacete, e depois mergulhei no corredor de caça em meio aos homens armados. Ouvi apitos de alerta cruzarem o meu caminho todo o tempo. Homens irados vestidos de verde e vermelho acenaram para mim freneticamente, mas em silêncio.

Funcionou!

Em todas as trilhas em que eu rodava, havia disparos de tiros de norte a sul. Eu queria que eles se preocupassem com o fato de eu estar ali e assim hesitassem em atirar em suas presas. E estava funcionando.

Foto: Care 2

Um enorme cervo veio como um trovão em meu caminho, poucos metros à frente, correndo por sua sobrevivência e na direção certa. Eu andei atrás dele até que ele estivesse seguro, passando pelos caçadores furiosos que gesticulavam e gritavam, “Saia daqui!”.

Então um cervo filhote apareceu, em pânico, e depois mais quatro. Foi muito fácil vê-los. Teste de coragem novamente. Me posicionei andando com a mobilete entre eles e os assassinos, e de novo conduzi meus primos de quatro patas para a segurança. Não se ouvia mais tiros vindos daquela direção.

Tudo é uma centelha

A floresta era enorme, e o plano de caça era perfeito. Muitos companheiros cervos, raposas e javalis foram assassinados de maneira bem sucedida pelos caçadores naquele dia. Todos foram aterrorizados. Mas…cinco lindos cervos escaparam, e muitos tiros mortais foram retidos devido a minha presença ali.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Gostei dessa mulher! Mas será que essa caça é legal? Se não for, os policiais e os ambientalistas deveriam ser acionados para ajudar a barrar essa prática sem sentido…

  2. Tinham que acabar com as caças há tempos! É um ato muito pré-histórico para nossa época. Aí tem que ir pessoas corajosas como essa mulher pra tentar salvar os animais arriscando a sua própria vida. Me deixa triste essas caças ainda acontecerem, ainda mais em países que se dizem de 1º mundo!

  3. Se só ela fez isso tudo imagina se tivese muitos como ela, mais infelizmentes os outros não foram para lá, eles devem está com muita vergonha agora. quem sabe agora eles não resolva ajudar. afinal a unição faz a força!

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>