• Home
  • Nunca abandone seu melhor amigo

Nunca abandone seu melhor amigo

1 comments

Marcelo Pereira da Costa
marcelo@publicnet.com.br

O abandono dos animais é um fenômeno cada vez mais em ascensão. As famílias gostam de ter o seu companheiro animal em casa porque cria um ambiente saudável e familiar, contudo ter um animal de companhia não traz só vantagens exige tempo, despender algum rendimento e também alguma dedicação, isto durante todo o ano e não apenas durante determinado tempo.

Assim, é na época das férias que se verifica o maior abandono animal, as famílias saem e não podem levar os seus animais e, em vez de procurarem alternativas como,
por exemplo, deixar com alguém conhecido ou num abrigo para animais temporariamente, optam pela solução mais fácil deixando-os ao abandono à mercê do destino. É um fato triste e cruel, mas real e cada vez mais comum.

As crises econômicas são outro fenômeno que amplia esta realidade; as famílias possuem menos recursos para fazer frente às suas despesas, e ter um animal de companhia pode não fazer grande peso no orçamento. Mas tudo o que é terciário são despesas a cortar e nestas alturas de apertar o cinto, ter um animal de companhia  torna-se quase um luxo.

É preciso formar a sociedade em que vivemos para que as pessoas estejam sensíveis e receptivas a mudar esta realidade, pois as instituições que acolhem os animais estão lotadas, não têm capacidade para ampliar as suas instalações, vivem de voluntariado, que escasseia cada vez mais e de donativos que também não abundam. Além disso, cada vez há mais animais ao abandono pelas ruas, mais das vezes portadores de doenças em decorrência da falta de tratamento que padecem e de se encontrarem vulneráveis aos vírus que se propagam, transformando-se assim estes num perigo para a saúde pública, o que afeta todos nós e dá má imagem às localidades onde o fenômeno se faz notar mais.

Esta é uma realidade que está nas mãos de cada um de nós mudar, basta um pequeno esforço, acolher um animal nos nossos lares, dar-lhes as condições para viver minimamente. Eles retribuem todo o carinho e dedicação que lhes é dado, e é fundamental não esquecermos a sua existência em altura alguma, fazendo planos sempre a contar com mais um membro na família, pois caso contrário o ciclo volta de novo ao inicio.

 

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>