• Home
  • Saiba como viajar de carro com seu cão

Saiba como viajar de carro com seu cão

2 comments

Por Isabel Habrich

Foto: Reprodução

Alguns cães podem achar que viajar pode ser uma aventura divertida junto à família. Mas para outros, pode ser uma experiência amedrontadora e traumática. Para garantir que seu cão chegue são e salvo ao destino é importante atentar a alguns cuidados.

Há uma pequena parcela de cães que não gostam de passear de carro. Isso acontece quando o automóvel é associado a coisas ruins, principalmente a medo e a enjoo. Por isso, antes de viajar, acostume-o a andar de carro. Primeiramente, apenas faça o entrar e sair do carro, como se fosse uma brincadeira, e recompense-o sempre que estiver dentro. Depois leve-o para passear de carro. Inicialmente, percorra distâncias curtas e depois vá aumentando. Leve-o sempre a locais agradáveis, para que ele associe que andar de carro o levará a algum lugar divertido. O enjoo é uma sensação extremamente desagradável que cria uma associação negativa. Para isso, evite que o seu cão viaje com o estômago cheio. Ofereça a ele uma alimentação leve, algumas horas antes da viagem. Você pode, ainda, evitar os enjoos dirigindo de forma ponderada. Acelere e breque suavemente. Se necessário, peça ao veterinário algum remédio para evitar o enjoo.

Numa viajem de carro, o mais seguro, para todos, é que o cão viaje numa caixa de transporte.

Mas para isso é importante que ele já esteja habituado a ficar dentro de uma caixa de transporte. Acostumar o cão desde cedo pode fazer toda a diferença na viagem. E é importante sempre associar a caixa de transporte com coisas boas. Faça este treino vários dias antes da viagem. A caixa de transporte ideal deve ser grande o suficiente para que o cão possa deitar, ficar em pé e se virar. Deve ainda ser ventilada e resistente. As melhores são feitas de metal ou plástico, pois podem ser presas a um assento ou colocadas no piso do carro.

Escolha os horários menos quentes para viajar e pare regularmente para que seu cão possa beber água, fazer suas necessidades fisiológicas e se exercitar. O local das paradas deve ser bem escolhido. Prefira parar em postos de gasolina ou postos rodoviários. Evite parar no acostamento porque o movimento dos carros pode assustar seu cão. E nunca deixe seu cão sozinho dentro do carro. Lembre-se que a temperatura dentro de um veículo estacionado pode ficar bem alta, especialmente em um dia quente.

Seu cão também merece uma bagagem. A bagagem do cão deve ser composta por itens básicos, como: guia e coleira, ração em quantidade suficiente até o final da viagem, potes de água e comida, toalha e caminha. E, claro, farmácia básica recomendada pelo veterinário para casos de emergências.

E para finalizar, certifique-se que todas as vacinas estão em dia. Em casos específicos, como as viagens para o litoral, é importante que se tenha em mente a precaução contra a dilofilariose, conhecida como Verme do Coração. Se o destino for fazenda ou campo, o cuidado deve ser para evitar pulgas e carrapatos.

Agora sim, o seu cão esta pronto para viajar!

Aproveitem e boa viagem!

Fonte: R7

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta para Marilia Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Tenho um que só pode andar de carro sedado. Dá muita pena de ver como ele fica apavorado. Não sei a origem disso porque já o adotei há 3 anos e meio atrás e ele tinha por volta de 5 a 6 anos.

    Evito sair com ele, mas quando precisa ir à clinica, como no início deste mês quando passou por uma cirurgia, a veterinária deles vem aqui cedinho, seda e em seguida nós o levamos quase dormindo. Assim mesmo ele fica meio incomodado na viagem que leva uns 15 minutos no máximo.

    No dia em que nós mudarmos daqui para a casa bem maior que estamos procurando para comprar, ele irá sedado, com certeza. Dou florais para ele há muito tempo porque ele tem medo de quase tudo. Ele melhorou bastante quanto ao medo de chuva e ruídos fortes, mas não superou o medo de andar de carro.

  2. Minha cachorrinha, Susie, tinha problemas em andar de carro. Ela sempre vomitava, então eu comecei a dar dramim. Agora melhorou bastante (faz 3 anos q eu a tenho, ela tem 4). Antes de sair de carro eu a levo para andar na rua e a alimento cerca de 3 horas antes. O ini-terior do carro tem que estar fresco e ventilado. Ela gosta de ir no chão do carro, onde eu arrumo com tapetinho e lençol. Assim ela já encarou até 3 horas (com 1 parada) sem enjoar e sem dramim!

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>